Hemopa apresenta desafios e conquistas em simpósio franco-brasileiro

Dirigentes do Hemopa apresentaram os resultados obtidos pelo hemocentro paraense no XIII Simpósio Franco-Brasileiro de Hematologia e Hemoterapia

O evento ocorre no Hotel Crowne Plaza e é promovido pela Coordenação Geral do Sangue e Hemoderivados, em parceria com a Embaixada da França

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 11/09/2014 16:58:00

Com uma média anual de 120.131 coletas e 92.995 atendimentos transfusionais para toda a rede hospitalar pública e privada paraense, a Fundação Hemopa foi um dos destaques no primeiro dia do XIII Simpósio Franco-Brasileiro de Hematologia e Hemoterapia, durante mesa redonda sobre “Experiências brasileiras de estruturação de hemorredes estaduais”, com a participação da presidente do hemocentro, Luciana Maradei, que evidenciou a evolução, ampliação e qualificação dos produtos e serviços ao longo desses 36 anos de fundação.

O Hemopa é o segundo hemocentro inaugurado no Brasil, em 1978, e o primeiro a interiorizar a hemoterapia e hematologia, ao inaugurar o Hemocentro Regional de Castanhal, em novembro de 1985. O evento científico ocorre nesta quinta (11) e sexta-feira (12), no Hotel Crowne Plaza, em Belém. O simpósio é promovido pela Coordenação Geral do Sangue e Hemoderivados (CGSH), em parceria com a Embaixada da França, e reúne cerca de 100 profissionais e especialistas da área da hematologia e hemoterapia do Brasil e da França.

O simpósio foi aberto às 9h, pela titular da CGSH, Maria de Fatima Pombo Montoril, que é paraense e ex-presidente do Hemopa. “Aproveitem muito bem esses dois dias de debates sobre a hemorrede brasileira e francessa, e não deixem de conhecem nossa linda e acolhedora cidade”, disse, ressaltando a importância dos 30 anos de cooperação franco-brasileira em hemoterapia e hematologia.

O presidente do Estabelecimento Francês de Sangue (EFS), François Toujas, enfatizou a importância do EFS para a qualidade da saúde do seu país, retratando toda a evolução desses serviços e desafios, garantindo atendimento transfusional seguro e de qualidade referenciada no mundo. Toujas disse que todos os esforços são destinados para garantir as ações voltadas para a promoção da doação de sangue, mesmo com alguns desafios que são enfrentados, como o aspecto econômico. “Doar sangue é um ato solidário, de cidadania e devemos oferecer as melhores condições de atendimento tanto ao doador como aos nossos usuários”, afirmou.

Em seguida, os diretores do hemocentros do Pará, Minas gerais, Amazonas e de Santa Catarina falaram sobre as “Experiências brasileiras de estruturação de hemorredes estaduais”. Luciana Maradei demonstrou abordou os desafios enfrentados para garantir o abastecimento de sangue para a rede hospitalar num Estado com dimensões continentais, informando que, muitas vezes, a logística exige o transporte do sangue por via área, fluvial e rodoviária para chegar ao seu destino em tempo hábil e condições adequadas.

Responsável pela coordenação da política estadual do sangue, o Hemopa tem três Hemocentros Regionais (Marabá, Castanhal e Santarém); cinco Hemonúcleos (Altamira, Tucuruí, Redenção, Capanema e Abaetetuba) e Agência Transfusionais, formando uma hemorrede com 49 unidades, que corresponde a uma cobertura transfusional de mais de 90%.

Para aumentar o número de coletas, Luciana Maradei citou algumas estratégicas que estão colocadas em prática para dar mais acesso aos antigos e novos doadores, com a descentralização da coleta de sangue que vai fazer campanhas semanais no shopping Castanheira e, futuramente, se transformará um ponto fixo de coleta. Esse mesmo serviço será estendido em espaço predial na cidade de Ananindeua e no Distrito de Icoaraci. Isso tudo com a parceria das prefeituras de Belém e Ananindeua.

Debates – No segundo dia de simpósio, os participantes começam as atividades com a conferência sobre “O papel da Federação Francesa para a Doação Voluntária de Sangue na promoção da doação voluntária de sangue”, por Alain Beauplet, que é conselheiro médico da FFDSB. Logo após, uma mesa redonda vai tratar sobre “Estratégias sociais para mobilização da população na promoção da doação voluntária de sangue”, que terá como moderadores Alain Beauplet e Paloma Abelin Saldanha Marinho, da CGSH/ DAHU/ SAS.

Em seguida, haverá exposição das experiências do Centro Francês de Strasbourg, França, por Frederic Bigey, da EFS; do Hemocentro de Pernambuco (Hemope), por Elizabeth Cristina Vilar; do hemocentro da UNICAMP, por Roberta Aparecida dos Santos.

Posteriormente, serão debatidos os seguintes temas: “O uso das mídias sociais na mobilização da população para a promoção da doação voluntária de sangue”, por Kathlen Rabelo Amado de Oliveira, da ASCOM do Ministério da Saúde. Conferência sobre “A  experiência francesa na gestão de estoque de hemocomponentes e sua relação com as estratégias de captação de doadores”, por René Tardivel, da EFS.

A partir das 15h, o simpósio vai tratar sobre “A experiência do Centro Francês de Strasbourg na programaão e organização de coletas externas”, por Frederic Bigey.

ÀS 16h, haverá mesa redonda sobre “qualificação equipe envolvida no ato transfusional” tendo Marcelo Addas como moderador. Logo em seguida, outro tema será debatido: “O projeto de qualificação do ato transfusional”, por Maria de Fátima Alves Fernandes, que é coordenadora do projeto “Qualificação do ato transfusional”, da Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo. Depois, os participantes vão conhecer um “A experiência francesa na qualificação da equipe envolvida no ato transfusional”, por René Tardivel, EFS.

O evento será encerrado por Fatima Montoril, François Toujas e Alain Beauplet. O simpósio franco brasileiro é realizado a cada dois anos. Em 2012, o evento foi realizado na cidade do Rio de Janeiro e reuniu 100 profissionais brasileiros e franceses.

Vera Rojas Rojas
Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará

TAGS
ASSUNTOS RELACIONADOS
  • Outubro Rosa
    22/10/2014 | 14:50
    Hospital de Tailândia reforça ações de prevenção ao câncer de mama
  • Saúde
    22/10/2014 | 14:44
    Pacientes do interior representam 60% da demanda de atendimentos na Santa Casa
  • Saúde
    21/10/2014 | 18:10
    Hospital de Clínicas inicia campanha de captação de sangue e medula óssea
  • Saúde
    21/10/2014 | 17:40
    Hemopa debate desenvolvimento da gestão no 3º Encontro de Qualidade
LINKS IMPORTANTES

WEBMAIL AGÊNCIA •  WEBMAIL SECOM •  SGN.NET •  MIDIAIP
Site desenvolvido pela Diretoria de Comunicação Institucional da Secretaria de Estado de Comunicação - Governo do Pará.