Projeto Livro Solidário aumenta acervo de escola em comunidade quilombola

Carmem Palheta, coordenadora do projeto Livro Solidário, ressaltou que a literatura contribui para o bem estar de crianças e adultos e promove o desenvolvimento da cidadania

A escola localizada na comunidade quilombola do Abacatal também recebeu gibis para o acervo da biblioteca

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 20/11/2014 15:24:00

A Imprensa Oficial do Estado (IOE), por meio do projeto Livro Solidário, participou das comemorações pelo Dia da Consciência Negra, na manhã desta quinta-feira (20), na Escola Municipal de Ensino Fundamental Manoel Gregório Rosa Filho, localizada na Comunidade Quilombola do Abacatal, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém). Os alunos receberam kits educativos com  gibis e livros para colorir, doados pelo projeto, que também montou um varal de poesias com poemas de Castro Alves, o “Poeta dos Escravos”.

Satisfeita com os livros que recebeu, a estudante Beatriz Seabra, 11 anos, disse que gosta muito “de livros com histórias bonitas”, e comentou que convidaria as colegas para colorir os desenhos de um dos livros que ganhou. Para Marjore Vitória Barbosa, 8 anos, as melhores histórias são as de princesas.  Ela ficou encantada com os livros, e logo pegou lápis de cor para pintar as figuras do kit pedagógico.

“O Projeto Livro Solidário tem esse caráter agregador de, por meio do livro, contribuir para o bem estar de crianças e adultos e, ao mesmo tempo, para seu desenvolvimento como cidadãos, promovendo a inclusão social e a cidadania”, ressaltou a coordenadora do projeto, Carmen Palheta. Ela acrescentou que ações como as que vêm sendo realizadas e apoiadas pelo “Livro Solidário” são “mais uma mostra de que comunidade e governo podem trabalhar juntos e usufruir dos resultados disso”.

Motivação - Para a professora Ana Alice Silva, a parceria da escola com o Livro Solidário veio trazer uma dose a mais de motivação para alunos e professores. “Nós já usamos a leitura de obras não didáticas para incentivar nossos alunos a descobrirem o gosto pela leitura. Agora, a gente tem um motivo a mais para aumentar o incentivo à leitura com nossos alunos, pois são livros com outras temáticas, e isso é muito estimulante”, disse Ana Alice.

Rosângela Seabra Cardoso, diretora da escola, disse que as doações vão compor o acervo da biblioteca local. “O nosso sonho é ter essa biblioteca com muitos livros à disposição dos nossos alunos. E com a parceria com a Imprensa Oficial tenho certeza de que vamos concretizar esse sonho”, declarou.

Os alunos ainda participaram de mostra de dança, teatro e sessão de cinema, realizados em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp), Universidade Federal do Pará (UFPA) e outros parceiros.

Ronaldo Quadros
Imprensa Oficial do Estado

ASSUNTOS RELACIONADOS
LINKS IMPORTANTES

WEBMAIL AGÊNCIA •  WEBMAIL SECOM •  SGN.NET •  MIDIAIP
Site desenvolvido pela Diretoria de Comunicação Institucional da Secretaria de Estado de Comunicação - Governo do Pará.