Imprensa Oficial amplia parque gráfico e cria espaço para preservar acervo

O operador Ricardo Cléber Meneses, que trabalha na IOE há 25 anos, disse que a obra trará mais conforto aos funcionários

O presidente da Imprensa Oficial, Cláudio Rocha, já adquiriu duas máquinas de impressão em braile, para permitir a leitura do Diário Oficial do Estado por pessoas com deficiência visual

As obras de ampliação e modernização da Imprensa Oficial do Estado, iniciadas há cerca dois meses, serão concluídas ainda neste ano

O engenheiro Luiz Maia, responsável pela obra, disse que haverá espaço para outros equipamentos e melhor circulação dos funcionários

O prédio que abriga a Imprensa Oficial do inaugurado há cerca de 40 anos, passa por sua primeira grande reforma

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 18/02/2014 15:34:00

Iniciadas em dezembro de 2013, as obras de reforma e adequação da sede da Imprensa Oficial do Estado (IOE), localizada na Travessa do Chaco, em Belém, estão em ritmo acelerado. Em pouco mais de dois meses, cerca de 25% dos trabalhos, que abrangem quase todos os setores do prédio, já estão concluídos, de acordo com a Emtel Engenharia, empresa responsável pela obra.

O projeto, orçado em R$ 2,3 milhões, inclui a ampliação do parque gráfico, com instalação de duas novas máquinas digitais recém-adquiridas, a construção de um novo anexo de dois andares para o arquivo e a reforma dos setores administrativos.

Segundo o presidente da Imprensa Oficial, Cláudio Rocha, essa é a primeira grande reforma realizada na sede da autarquia. O prédio, inaugurado há cerca de 40 anos, também abriga a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa). “Já tivemos reformas parciais e construções pontuais, como a construção do auditório e da nossa loja, na frente do prédio, mas nunca abrangeram grande parte das nossas instalações e, sobretudo, todos os setores da sede, como está sendo executado desta vez”, ressaltou Cláudio Rocha.

Após a reforma, o parque gráfico da Imprensa Oficial funcionará em um antigo galpão, que está sendo inteiramente adaptado e climatizado para receber as 12 máquinas. Segundo o engenheiro responsável pela obra, Luiz Maia, o espaço, com mais de 500 metros quadrados, é duas vezes maior do que a área onde as máquinas estão instaladas atualmente. “Mesmo transferindo todas as máquinas ainda vai sobrar bastante espaço para que outros equipamentos sejam colocados nesse local. Como ele é bem mais amplo, também deverá permitir que os funcionários possam circular de forma mais tranquila”, acrescentou.

Ampliação - Para o operador Ricardo Cléber Meneses, que há 25 anos trabalha na Imprensa Oficial, a mudança trará benefícios para os funcionários, e também para a população. “O maior deles vai ser o conforto, porque o prédio onde trabalhamos atualmente já está pequeno para o maquinário. Lembro que cheguei ainda na época do linotipo. Depois vieram as offsets, e agora as digitais. A gráfica sempre esteve evoluindo, e tenho certeza que a passagem para o novo prédio vai ser mais um ponto-chave nesse processo. A dinâmica do trabalho vai melhorar, e isso se refletirá na qualidade dos serviços gráficos prestados ao governo e à população em geral”, disse ele.

Entre os equipamentos que serão instalados no novo espaço estão duas máquinas digitais adquiridas recentemente. Cláudio Rocha informou ainda que já foram compradas duas máquinas de impressão em braile, para que, brevemente, as edições do Diário Oficial do Estado também sejam impressas nesse sistema de leitura para cegos, como foi feito com a Constituição do Estado e a Lei Orgânica de Belém.

Para a próxima semana está marcada uma viagem de Cláudio Rocha ao Rio de Janeiro, onde ele articulará uma parceria com o Instituto Benjamin Constant, uma das referências nacionais na educação e inclusão de pessoas com deficiência visual.

Acervo - No local onde atualmente funciona a gráfica deverá ser montado um espaço dedicado à história da IOE, com a exposição de itens centenários, como a primeira máquina tipográfica, de origem alemã, usada na Imprensa Oficial.

A reforma nos espaços administrativos incluem o piso, as paredes e a parte elétrica. Além disso, dois prédios estão sendo erguidos - um menor para abrigar o projeto Livro Solidário, que arrecada livros para distribuição à população carente, e outro, de dois andares, que receberá toda a estrutura e a tecnologia necessárias para abrigar o acervo centenário da autarquia, a fim de preservá-lo pelos próximos 100 anos.

Detalhamento da Obra:

Início da obra: dezembro de 2013

Previsão de conclusão: 12 meses

Andamento: 25%

Valor global: R$ 2.293.740,00

Empresa responsável: Emtel - Empresa Técnica de Engenharia Ltda.

Órgão responsável: Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop)

Órgão beneficiado: Imprensa Oficial do Estado (IOE).
Endereço: Travessa do Chaco, nº 2271, esquina com a Avenida Almirante Barroso, bairro do Marco, Belém (PA).

Amanda Engelke
Secretaria de Estado de Comunicação




ASSUNTOS RELACIONADOS
  • Cultura
    24/10/2014 | 18:56
    APL e Pará Criativo promovem oficinas de moda e design em Bragança
  • Audiovisual
    24/10/2014 | 17:19
    Cine Líbero Luxardo apresenta mostra 'Animaldiçoados'
  • Artes cênicas
    24/10/2014 | 12:00
    IAP recebe 11ª Ediçao do Festival Sesi Bonecos do Mundo
  • Cultura
    24/10/2014 | 12:00
    Livro paraense está entre vencedores do Prêmio Jabuti
LINKS IMPORTANTES

WEBMAIL AGÊNCIA •  WEBMAIL SECOM •  SGN.NET •  MIDIAIP
Site desenvolvido pela Diretoria de Comunicação Institucional da Secretaria de Estado de Comunicação - Governo do Pará.