Programa TerPaz implantará projetos de inclusão social na Cabanagem

21/07/2019 10h28 - Atualizada em 21/07/2019 10h30
Por Nathalia Mota (PARAPAZ)

Nesta segunda-feira (22), a partir de 8h30, o Governo do Pará, através da Fundação ParáPaz, implantará dois projetos sociais no polo de inclusão Cabanagem, integrado à Escola Estadual Prof° José Valente Ribeiro, dando continuidade às ações do programa Territórios pela Paz (TerPaz) no bairro.

O "Geração Digital" e o "Espaços Abertos" são projetos que proporcionarão lazer, qualificação profissional e melhoria na qualidade de vida dos moradores. Inserindo jovens e adolescentes, entre 14 e 29 anos, na era digital através de curso de informática, oficinas de criação de sites e games e, também, proporcionando aulas de educação física e diversas atividades, inclusive para idosos que poderão praticar ginástica com ajuda de um professor.

Na ocasião, o polo será inaugurado oficialmente para a população, que poderá conhecer o espaço destinado às aulas, como a sala de informática e fazer a inscrição gratuitamente para participar. Os alunos já matriculados no "Geração Digital", iniciarão as aulas neste mesmo dia, com turmas no turno da manhã e da tarde. Os cursos serão ministrados a cada 2 meses, sendo até 50 alunos por ciclo.

A presidente da Fundação, Ray Tavares, está na expectativa. "O objetivo é contribuir com o grande programa do Governo do Estado. Ter um governo presente, levando cidadania aos moradores e trabalhando para a diminuição do índice de violência através de serviços destinados à nossa juventude, como a inclusão digital, e também, oferecendo atendimento ao idoso, como a prática de diversas atividades de lazer", ressaltou.

TerPaz - O governador Helder Barbalho assinou no dia 10 de junho o decreto de criação do programa Territórios pela Paz, um amplo esforço do Governo Estadual para a diminuição da vulnerabilidade social e o enfrentamento das dinâmicas da violência, a partir da articulação de ações de segurança pública e ações de cidadania em sete bairros da Grande Belém: Guamá, Jurunas, Terra Firme, Benguí e Cabanagem (Belém), Icuí (Ananindeua) e Nova União (Marituba). A Cabanagem foi o primeiro território a receber ações do Programa.