Pará participa do Jogos Escolares da Juventude com mais de 240 atletas

14/11/2019 23h23 - Atualizada em 14/11/2019 23h49
Por Leidemar Oliveira (SEDUC)

Delegação paraense chega a Blumenau em busca de medalhasA partir deste sábado (16), 244 atletas paraenses estarão em Blumenau, em Santa Catarina, para participar da edição 2019 dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ). O evento reúne estudantes de escolas públicas, privadas e militares de todo o Brasil. A promoção, há 41 anos, é do Comitê Olímpico do Brasil (COB). No Pará, a seleção dos jovens atletas é organizada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL).

A competição - uma oportunidade de estímulo aos valores do esporte entre os jovens -, já revelou vários atletas, como a campeã olímpica Sarah Menezes e a campeã mundial Mayra Aguiar, ambas do judô, além de Hugo Calderano (tênis de mesa), Raulzinho (basquete), Darlan Romani (atletismo), Etiene Medeiros (natação) e Leonardo de Deus (natação). Todos eles representaram o Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Nesta final dos jogos estudantis serão disputadas 14 modalidades: atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia, xadrez e wrestling. Podem participar alunos entre 12 e 17 anos, divididos em categorias individuais ou em equipe.

Meta da Seduc - A coordenadora de Projetos do NEL e chefe da delegação paraense nos JEJ, Ana Cláudia Neves, disse que a partir deste ano a meta da Seduc na competição é valorizar o aluno da escola pública. Segundo ela, o Pará tem grandes possibilidades de conquistar medalhas na competição. “Neste ano, iremos contar com várias oportunidades de medalhas, pois houve uma mobilização dos técnicos em função dos bons resultados da fase regional dos jogos”, afirmou.

Entre as promessas da delegação paraense está a estudante de Portel (município do Arquipélago do Marajó), Janaira Martins, atleta dos 3 mil metros. Ela é campeã brasileira pela CBDE (Confederação Brasileira do Desporto Escolar), atual campeã nos JEPs (Jogos Estudantis Paraenses) e campeã nacional do Campeonato Brasileiro de Atletismo.

Outra promessa de medalha é Paula Rafaela Pires, 12 anos, que vem se destacando no cenário nacional de ginástica rítmica. Nas modalidades coletivas há possibilidade de medalha no basquetebol feminino. “O JEJ é o trabalho de base para futuros atletas olímpicos. Muitos dos astros olímpicos de hoje começaram no JEJ”, lembrou Ana Cláudia Neves. Os Jogos serão encerrados em 30 de novembro.