Governo e Ambev anunciam investimento de R$ 300 milhões no setor industrial do Pará, gerando 4,6 mil vagas de emprego

A partir de 2020, indústria vai gerar 1,2 mil postos de trabalho e após o começo da produção, outras 3,4 mil vagas.

16/12/2019 12h16 - Atualizada em 16/12/2019 16h20

Na manhã desta segunda-feira (16), o Governador do Pará, Helder Barbalho, se reuniu com empresários de uma cervejaria para a ampliação do setor no Estado. Atualmente, o Pará tem duas cervejarias e a nova proposta é que a terceira comece os projetos de instalação já em 2020. O secretário de estado de desenvolvimento, mineração e energia, Iran Lima, também participou da reunião para avaliar as condições econômicas da implantação do projeto.

Segundo Ricardo Melo, vice presidente de relações corporativas da Ambev, a reunião de proposta de negócio foi positiva e deve ser aprovada em breve. Com a construção da nova indústria cervejeira, serão oferecidos 1,2 mil novos postos de trabalho para a fase de obras e outras 3,4 mil vagas quando estiver em pleno funcionamento.

Ricardo Melo, presidente de relações corporativas da Ambev“Todo produto que distribuímos e vendemos no Pará é oriundo de 13 cervejarias espalhadas pelo Brasil. A ideia então é ter uma cervejaria no Estado, produzir o produto aqui e exportar para outros estados. A reunião foi muito positiva e estamos em acordo”, ressaltou Ricardo Melo.

De acordo com Iran Lima, secretário da Sedeme, "todo o mercado paraense hoje, é abastecido pelos estados vizinhos, por isso, a abertura de uma cervejaria no Estado poderia ampliar um mercado que o Pará ainda não domina, trazendo mais desenvolvimento econômico para a região norte do país".

“É uma proposta importante para o Estado pois se trata de uma indústria. Todo o sistema de atividade econômica gera mais emprego e o Pará deixa de importar produtos de outros estados. Passamos a ter uma nova produção abrindo a possibilidade de nós vendermos para outras localidades”. Iran Lima - Sedeme.

A proposta está em negociação de incentivos fiscais. A nova cervejaria deve produzir 2 bilhões de litros por ano, com investimentos de R$ 300 milhões para sua construção.

Por Larissa Noguchi (SECOM)