Castanhal comemora aniversário e Governo promove ações importantes no município

Avenida Brasil passará por obras de drenagem, pavimentação, urbanização e terá nova iluminação pública

28/01/2020 18h05 - Atualizada em 28/01/2020 18h37
Por Larissa Noguchi (SECOM)

O Governador do Pará, Helder Barbalho, visitou na manhã desta terça-feira (28), o município de Castanhal e firmou compromissos importantes para o desenvolvimento da cidade e região. A assinatura da Ordem de Serviço das obras de Pavimentação Asfáltica da Avenida Brasil garante drenagem, pavimentação, urbanização e iluminação pública.

O Valor do investimento na Avenida Brasil será de quase R$13 milhões e previsão de conclusão dos serviços em 8 meses.

“Tenho muita satisfação em poder retomar esse serviço. A Avenida Brasil, em Castanhal, interliga os dois bairros mais populosos da cidade, o bairro dos Milagres e o bairro do Jaderlândia, alternativa viária a BR-316”, ressaltou o Governador.  Na oportunidade, o chefe do executivo também assinou a ordem de serviço das obras de cobertura da quadra esportiva da EEEM Lameira Bittencourt. A obra começa ainda este em janeiro com previsão de conclusão em três meses. O custo foi avaliado em R$256 mil, com recursos do FNDE e do tesouro estadual.

O governador do Pará, Helder Barbalho, visitou na manhã desta terça-feira (28), o município de Castanhal e firmou compromissos importantes para o desenvolvimento da cidade e região.

Segurança - O Governo do Pará. por meio da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), fez a entrega de coletes balísticos para as guardas municipais de Castanhal e Ananindeua. São 129 coletes balísticos que possuem, inclusive, certificação internacional, para a guarda municipal de Ananindeua, município que compõe a Região Metropolitana de Belém, além de 122 coletes para a guarda do município de Castanhal. Ao todo foram investidos cerca de R$ 262 mil na aquisição dos equipamentos que reforçarão a segurança dos agentes para que possam atuar com mais qualidade e eficiência nas ações de prevenção e ostensividade nos municípios contemplados. Os materiais foram adquiridos por meio de Emendas Parlamentares.Com essa entrega, sobe para mais de 550 o número de coletes balísticos recebidos pelas guardas municipais pertencentes ao estado do Pará, totalizando um investimento de mais de R$ 560 mil em um pouco mais de um ano de gestão. “Castanhal e Ananindeua têm as maiores cooperações de guarda municipal do Pará. Já contemplamos outros em 2019. A Guarda de Castanhal perde apenas para Belém, quando se fala em números de servidores. Vamos dar o suporte necessário para que os agentes possam estar sempre equipados na redução da criminalidade”. Ualame Machado, secretário de segurança pública. 

Entre as guardas municipais já contempladas, estão as do município de Ipixuna do Pará, Curuçá, Breves, Bragança, Capanema, Moju, Santa Luzia do Pará, Marabá, Oriximiná, Marituba, Igarapé-Miri, Juruti e Baião. 

Ainda sobre a segurança pública, o governador assinou um documento que transfere um prédio público da SETRAN para o domínio do sistema de segurança pública onde deve ser implanto um comando de operações.

Durante a cerimônia de assinaturas de ações importantes para o município, a Companhia de Habitação do Pará (Cohab) entregou 131 cheques moradia para famílias inscritas no programa de habitação.

“É um trabalho que começa antes da entrega, envolve a parte da inscrição social e conhecimento da necessidade das famílias. O objetivo é trazer moradias dignas para quem mora em Castanhal”, lembrou Adler Silveira, presidente da Cohab.

131 cheques moradia foram entregues para famílias inscritas no programa de habitação da Cohab.

Por fim, o governador Helder Barbalho reafirmou o compromisso do término das obras do Hospital Regional de Castanhal e esclareceu a população que as obras serão retomadas em breve e que pediu investigações sobre o atraso nas obras. “Nós estamos concluindo o processo licitatório. No dia 15 de fevereiro é a previsão de abertura de propostas. Importante lembrar que o Hospital foi orçado em R$86 milhões, teve o gasto de R$128 milhões e apenas 60% das obras avançaram. Pedi que auditoria geral do Estado possa verificar isso, e o Ministério Público Estadual e Federal também”, finalizou.