“Quinta da Cidadania” é realizada com moradores do Jurunas

O projeto faz parte das ações do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz) do governo do estado.

06/02/2020 18h19
Por Jeniffer Galvão (SECTET)

Histórias de problemas com a moradia e convivência com os vizinhos formam o enredo das músicas usadas na manhã desta quinta-feira (6) para aproximar o diálogo com os moradores que foram até a sede da Comunidade de Base do Jurunas (Cobajur) para obter informações sobre o projeto “Meu Endereço: lugar de paz e segurança social”.

O projeto é desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) em parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA) e faz parte das ações do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), do governo do estado.

A cada música cantada pela coordenadora do projeto, Myrian Cardoso, os moradores manifestavam familiaridade com a história das protagonistas das canções, a maioria mulheres, como a plateia presente. Foi assim que cerca de 60 pessoas tomaram conhecimento sobre os serviços que podem acessar pelo “Meu Endereço”.

Esta foi a segunda “Quinta da Cidadania” realizada no bairro. A terceira será na próxima semana, quando as famílias interessadas devem levar a documentação para fazer o cadastro preliminar. A coordenadora informa que na primeira ação houve pouca participação por causa do acesso ao local.

Funcionamento – Myrian explicou que o projeto tem, em linhas gerais, três fases. A primeira é identificar a localização do endereço, o número da casa, nome da rua e a qual bairro pertence. Depois vem a fase da medição do terreno e da casa, quando se faz a planta do imóvel. Em seguida é feito um parecer sobre as condições da moradia.

Os moradores concordaram que há situações em que as informações do endereço são confusas, situações até com o mesmo endereço em dois bairros, quando são limítrofes. Também já viveram ou souberam de conflitos com vizinhos causados pela indefinição dos limites dos lotes de cada um. E, na maioria das vezes, têm necessidade de um parecer sobre as moradias para poder acessar os programas sociais de auxílio para reformas e reconstruções.


“É nessas situações que o Meu Endereço vem ao auxílio de vocês. Vamos fazer os levantamentos necessários para que tenham as plantas técnicas e pareceres necessários para conseguirem a titulação dos imóveis e direcionamento para acesso aos programas sociais”, informou a coordenadora. Ela deixou claro que o projeto auxilia no processo de regularização ao disponibilizar documentos necessários à titulação, mas não tem atribuição legal de conceder títulos. Também encaminha aos programas de auxílio social, pois não disponibiliza de recursos para reformar ou construir.

Expectativas – Eliana Moraes é moradora do Jurunas e estava atenta às informações. Ficou entusiasmada com o projeto e a forma como as informações foram repassadas. “Gostei muito das músicas e quero usar nas minhas ações sociais”, disse. Ela é professora e desenvolve atividades com 20 crianças do bairro em sua própria casa. Como já fez o cadastro no programa “Cheque Moradia”, da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), Eliana vai se cadastrar no projeto para tentar agilizar o processo. “Acredito que por aqui poderemos ter mais segurança em ter uma resposta, pois o contato é mais direto”, anima-se.

Márcia Bastos faz parte da diretoria da Cobajur e também estava animada com a chegada do “Meu Endereço”. Ela tomou conhecimento por meio de outras ações do TerPaz e conversou com os outros membros da diretoria da entidade para que a Cobajur fosse a base do projeto no Jurunas. “A expectativa é que as pessoas alcancem seus objetivos, seja regularização, seja melhoria na moradia. Trazer para cá é muito importante, pois muitos têm dificuldades de sair do bairro para acessar serviços nos locais mais centrais da cidade”.

Serviço - A próxima “Quinta da Cidadania” do Jurunas será no dia 13/02, de 9h às 12h, na Cobajur, na Rua São Silvestre, 17. Os moradores devem levar cópia do documento de identidade, CPF, comprovante de residência e comprovante de ocupação (se houver).