Detentos continuam a demarcação de espaços nas paradas de ônibus em Belém

Iniciativa da Seap, que visa conscientizar a população sobre a necessidade do distanciamento social, vai sinalizar 150 paradas na capital

11/04/2020 13h17 - Atualizada em 11/04/2020 15h32
Por Vanessa Van Rooijen (SEAP)

Paradas de ônibus localizadas ao longo das avenidas Almirante Barroso, Governador José Malcher, Visconde de Souza Franco (Doca), Presidente Vargas e Nazaré, na área central de Belém, já estão demarcadas, a fim de conscientizar a população acerca do distanciamento social como forma de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus. A ação, que integra o Projeto "Parada Sinalizada" executado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), prosseguiu neste sábado (11).

As demarcações obedecem à distância necessária para evitar o contágio pelo vírusMais de 30 custodiados pela Seap, em parceria com o Departamento de Trânsito do Estado (Detran), pintam marcações com distância superior a 1 metro para mostrar às pessoas a importância do distanciamento social nas paradas de ônibus, como forma de prevenir a Covid-19. Essa é uma das orientações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) contra o novo Coronavírus.

A demarcação começou na última quinta-feira (09), na Avenida Almirante Barroso, próximo ao Mercado de São Brás. Já foram sinalizadas 53 paradas, entre as 150 definidas no planejamento. Agora, o trabalho chegou às avenidas Governador José Malcher, Doca de Souza Franco e Presidente Vargas. Os custodiados que participam da atividade foram divididos em seis grupos, com seis internos cada. Todos usam equipamento de proteção individual (EPIs), como máscaras e luvas.Os internos vão sinalizar 150 paradas de ônibus em Belém

Orientação - O secretário de Estado de Administração Penitenciária, Jarbas Vasconcelos, informou que os internos pintam as calçadas nas paradas de ônibus, demarcando os espaços, para que as pessoas mantenham uma distância segura. “O trabalho é para que as pessoas tenham uma orientação segura do distanciamento social nas paradas de ônibus para que se protejam, e também quem esteja ao lado. Serão 150 paradas de ônibus na Região Metropolitana de Belém", acrescentou.

Devido ao aumento de casos da doença no Pará, o número de custodiados em trabalhos externos foi reduzido. A equipe que atua fora das unidades prisionais fica separada dos demais internos, atendendo a todas as normas de vigilância sanitária para prevenção da doença.