Ação do Governo do Estado emite RG para acolhidos do Mangueirão e Mangueirinho

Com a identidade em mãos, será dada a entrada no auxilio emergencial

20/05/2020 16h49 - Atualizada em 20/05/2020 18h41
Por Rodrigo Souza (SEASTER)


Iniciativa visa a inclusão social desse segmento da populaçãoAção integrada entre a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e a Polícia Civil do Pará realizou 85 atendimentos, na manhã desta quarta-feira (20), para emissão de identidade civil. A iniciativa tem o objetivo de resgatar a cidadania das pessoas em situação de rua que estão acolhidas no Mangueirão e Mangueirinho há cerca de dois meses como medida de proteção ao novo coronavírus.

Luiz Cláudio Silva, de 51 anos, sempre teve muita dificuldade de acessar serviços de emissão de documentos, mas essa realidade mudou desde a sua chegada ao Mangueirão.

“Essa ação do Governo está sendo muito boa, porque estamos tendo várias oportunidades e, quando moramos na rua, essas chances são poucas. Os documentos são muito importantes para qualquer cidadão”, diz ele.

A situação não era diferente para Patrick Ramos, de 27 anos, que estava há 1 ano sem nenhuma documentação e, com a certidão de nascimento emitida pela Seaster, ele foi um dos primeiros atendidos pela equipe da Polícia Civil, na manhã de hoje para garantir o RG. “Nós que moramos na rua não temos acesso fácil a esses serviços, mas o Estado tem nos ajudado de todas as formas desde que chegamos aqui para que possamos retornar para a sociedade de uma maneira muito melhor e para que após essa pandemia nós não tenhamos o impacto de não ter documentos”, conta.

Após a certidão de nascimento, foi garantido o RG e, por fim, será o auxílio emergencial

A primeira etapa da ação foi garantir a certidão de nascimento para os assistidos que estavam sem a documentação e promover a inclusão social desse segmento da população. “Com a certidão de nascimento assegurada estamos na segunda fase do processo que é a emissão do RG. Agora com a identidade em mãos, nós estamos dando entrada no auxílio emergencial, uma vez que é exigido pelo Governo Federal o RG para a abertura da conta digital”, explica o diretor de Renda, Cidadania e Combate à Pobreza da Seaster, Ricardo Ganzer.

Para o coordenador da ação de cidadania da Policia Civil, Ducivaldo Costa, essas ações “só são possíveis por meio da sensibilização dos nossos parceiros e das nossas secretarias, que conseguem ter esse olhar social. Então é muito importante quando a Polícia Civil está mobilizada juntamente com outros órgãos para levar cidadania para a população”.