Companhia de Polícia Fluvial leva cestas básicas para famílias ribeirinhas de Cotijuba

27/05/2020 17h18 - Atualizada em 27/05/2020 18h15
Por Matheus Soares (PM)

Movidos pelo sentimento de solidariedade, os militares da Companhia Independente de Polícia Fluvial (CIPFlu) realizaram, na manhã desta quarta-feira (27), a entrega de 50 cestas básicas para famílias em vulnerabilidade social da Ilha de Cotijuba, em Belém. A doação ocorreu com o objetivo de amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus, que atingiu economicamente algumas comunidades ribeirinhas.

Uma lancha levou os militares e os alimentos até a comunidade Pedra Branca, na Ilha de Cotijuba, onde aguardavam as famílias. Os alimentos foram doados por empresários e militares que se sensibilizaram com a situação de pessoas carentes que estão sentindo o reflexo das medidas de restrição para conter o avanço da Covid-19.

Major Dantas MonteiroDesde o início da Pandemia, a CIPFlu realiza a entrega de cestas básicas em parceria com a Igreja Universal do Reino de Deus. "A paralisação do comércio, transporte de passageiros, bares e restaurantes afetaram bastante algumas comunidades ribeirinhas que vivem dessas atividades. Por esse motivo, essa ação é de suma importância, por dar um suporte, nem que seja momentâneo, para que essas pessoas não passem necessidade nesse período difícil", explicou o major Dantas Monteiro, comandante da unidade militar. 

Iracema Santos, de 49 anos, moradora da Ilha de Cotijuba e mãe de quatro filhos, agradeceu a atitude dos militares, que para ela, veio em boa hora. "Achei muito bom a Polícia Militar ter lembrado da gente, principalmente nesse período difícil que as nossas famílias estão passando. É com esse reconhecimento que nossa comunidade agradece este gesto", disse. 

Uma equipe do Batalhão Rotam também deu apoio à ação. Por meio do Projeto Raio Vermelho na Luta Contra a Covid-19, os militares realizaram uma campanha através das redes sociais. A ação ganhou força na internet e vários alimentos foram arrecadados.  

Na ocasião, a comandante do Comando de Policiamento Ambiental (CPA), coronel Andréa Keyla, representando o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior, fez questão de acompanhar de perto a ação solidária. "Nós da Polícia Militar somos seres humanos e por isso sabemos o que é passar por necessidade e precisar de ajuda.  Por esse motivo, eu achei gratificante e louvável a atitude dos civis e militares, que contribuíram para que essa ação fosse realizada", finalizou a oficial.