HC adota sistema de prontuário eletrônico para pacientes

Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna celebrou convênio com a Fundação Santa Casa para obter expertise sobre o Software médico que otimiza o atendimento e reduz os custos operacionais

11/08/2020 16h12 - Atualizada em 11/08/2020 17h20
Por Melina Marcelino (HC)

Os avanços na área da tecnologia da informação reduzem cada vez mais a utilização do papel no ambiente hospitalar. No cenário da pandemia do novo coronavírus, as novas tecnologias permitiram o uso de programas e aplicativos criados para a assistência à saúde, o que diminuiu a presença de receitas, formulários e outros documentos. Motivada por essa mudança no âmbito da administração e da assistência hospitalar, a Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV) implanta seu sistema de Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), para otimizar o atendimento ao paciente e reduzir os custos operacionais.

Na imagem, o setor de arquivo do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna que implanta prontuário eletrônico para maior praticidadeA reestruturação administrativa da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna com uso de novos sistemas e programas eletrônicos, teve início com a celebração de convênio com a Fundação Santa Casa de Misericórdia (FSCM) para a implantação do PEP. A intenção é de que o prontuário eletrônico do paciente, também, ofereça informações que contribuam para tomada de decisões da gestão do hospital.

Chefe do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) da FHCGV, Kleber Almeida garante que o PEP resulta de discussões sobre o que há de melhor no campo da tecnologia da informação. “Nós fomos buscar no Brasil qual o sistema que seria o melhor para compor essa melhoria para o hospital”.

"Nós chegamos ao sistema MV, um software que não é só um prontuário eletrônico. O prontuário é um módulo dentro do sistema MV que faz todo o acompanhamento de um paciente, desde quando ele chega na emergência, faz um procedimento, faz uma imagem, uma ressonância, uma exame de sangue, de urina. Tudo é registrado e fica dentro do sistema”, explica o chefe de TI.

Kleber Almeida informou ainda que o sistema permitirá o controle das atividades de enfermagem, clínica, clínica cirúrgica, saída de medicamentos da farmácia e de controle do patrimônio e da parte administrativa. 

De acordo com Kleber Almeida, a utilização do sistema MV permitirá informações exatas sobre as entradas e saídas de recursos e insumos no hospital, gerando relatórios gráficos com os pontos onde há necessidade de melhorias e onde a gestão está sendo eficiente. "Teremos todos os relatórios, os controles, que são necessários para isso”.

CONVÊNIO

A implantação do sistema MV, que dará suporte ao PEP, demanda uma variedade de ações complexas. Por isso, a direção da FHCGV firmou um convênio de cooperação técnica com a Fundação Santa Casa de Misericórdia (FSCM), que já possui o sistema e fornecerá as informações necessárias.

O gerente de Tecnologia de Informação (Getin) da Santa Casa, Gilberto Rodrigues afirmou que “a equipe de TI da Santa Casa compartilhará com o HC, toda a expertise de seus analistas, no intuito de minimizar as dificuldades enfrentadas em uma implantação deste nível, otimizando assim, todo o processo de trabalho”.

Ainda segundo Gilberto, “o Data Center da FSCM será responsável por armazenar os Servidores de Aplicação, e um robusto Banco de Dados, onde serão armazenadas e compartilhadas todas as informações dos prontuários eletrônicos dos órgãos envolvidos”. Entre os objetivos principais está o compartilhamento de experiências e tecnologias, buscando uma implantação mais célere, e com menor custo. 

O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) foi implantado há 5 anos na Fundação Santa Casa, funcionando adequado às políticas de segurança do paciente e às principais exigências da Organização Nacional de Acreditação (ONA), entidade não governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil. O PEP é disponibilizado por meio de uma interface web, em todas as 800 estações de trabalho da Santa Casa, e conta com mais de dois mil usuários de acesso, e mais de 300 mil pacientes cadastrados.

PRONTUÁRIO MÉDICO

Atualmente, a  Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna tem 255.227 prontuários impressos. O prontuário é um conjunto de documentos que mostra o histórico de atendimentos de saúde de um paciente. Atestados, laudos de exames e prescrições médicas são exemplos de registros que devem ficar arquivados no prontuário médico. Pouco tempo atrás, a maioria dos registros era feita em papel, o que dificultava a sua atualização e manuseio. O prontuário médico é o principal documento que orienta médicos e outros profissionais na prestação de cuidados de saúde.