Programa Recomeçar convoca beneficiados que ainda não sacaram auxílio

Benefício já foi concedido para 1.912 pessoas. Destas, 126 ainda não realizaram o saque

19/08/2020 16h33 - Atualizada em 20/08/2020 14h42
Por Ádria Azevedo (IASEP)

O Programa Recomeçar é uma iniciativa do Governo do Pará que disponibiliza auxílio de um salário mínimo para famílias que tiveram seus lares gravemente afetados por alagamentos ocasionados pelas chuvas nos primeiros meses do ano, em Belém. Até o momento, o benefício já foi concedido para 1.912 pessoas que tiveram o cadastro aprovado junto à Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, que gerencia o programa.

No entanto, desse total, 126 pessoas que foram contempladas com o benefício ainda não realizaram o saque no valor de R$ 1.045,00, que pode ser efetuado em qualquer agência do Banpará, mediante apresentação de RG e CPF. Por isso, uma lista com estes 126 nomes foi divulgada no site do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, para que estes beneficiados não percam o direito ao auxílio, que tem prazo para ser sacado.

De acordo com o Decreto Estadual nº 608/2020, que criou o Programa Recomeçar, o saque deve ser realizado no prazo máximo de seis meses após a liberação, ou seja, depois que o nome da pessoa é divulgado pela Defesa Civil em uma lista e liberado para saque no Banpará.

“Dessa forma, dentre essas 126 pessoas, cada uma tem uma data limite diferente para sacar. Algumas foram chamadas logo no começo, na primeira lista que divulgamos, em abril, e terão até outubro para fazer o saque. Já para as pessoas para quem liberamos o pagamento na última chamada, nesse mês de agosto, o tempo será maior, até ano que vem. Mas o ideal é que, se as pessoas estão com o saque pendente, compareçam logo, para não correr o risco de perder o benefício”, reforça o major Arthur Arteaga, chefe da Divisão de Apoio Comunitário da Defesa Civil Estadual.