Pane elétrica na Subestação do Bolonha foi causada por um raio

02/05/2017 00h00

Inspeção feita por técnicos da Celpa e da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) em um dos transformadores localizados na subestação do Bolonha atestou que a pane elétrica responsável pela interrupção do funcionamento dos setores 1, 2, 3 e 5 foi causada por um raio que atingiu a Estação de Tratamento de Água na noite de segunda-feira (1º). Imediatamente após a primeira parada foi feito um reparo emergencial e a energia foi restabelecida, mas na manhã de hoje uma nova pane provocou outra parada, deixando parte de Belém sem o fornecimento de água.

Um transformador reserva foi testado e aprovado pelos técnicos das duas concessionárias e será colocado em funcionamento em substituição ao que foi danificado. O diretor de operações da Cosanpa, Ronald Silva, informou que os cabos que estavam ligados ao equipamento atingido pelo raio são pesados e precisam ser deslocados. A previsão é que o serviço termine ainda hoje, mas a chuva da tarde retardou o andamento dos trabalhos.

Segundo Ronald, como o sistema central da cidade é dividido, foi possível restabelecer a energia em parte da subestação. “Nós colocamos em funcionamos primeiro o que chamamos de parte antiga da cidade, que compreende os bairros da Campina, Batista Campos, Cidade Velha e parte do Jurunas, Umarizal, Nazaré, Reduto, Marco, Souza e Curió-Utinga. Em alguns deles o abastecimento demorou a se normalizar porque o nível da cisterna de algumas áreas, como do bairro da Campina, por exemplo, estava muito baixo devido ao alto consumo", explica.

Enquanto a energia não for totalmente restabelecida na Estação do Bolonha permanecerão sem água os bairros os bairros do Guamá, Cremação, Condor, São Brás, Fátima, Canudos, Pedreira, Telégrafo, Sacramenta, Barreiro, parte da Marambaia, parte de Val de Cans, e parte da Cidade Nova e Guajará, em Ananindeua. O problema atingiu mais de 800 mil moradores da região metropolitana de Belém. Mas os técnicos continuarão trabalhando em regime emergencial para sanar o problema o mais rapidamente possível.

Por Redação - Agência PA (SECOM)