Com limpeza e manutenção de escolas, Seap retoma atividades em áreas do TerPaz

O trabalho extramuros para pessoas privadas de liberdade ajuda na remição da pena e contribui para a redução da violência

20/10/2020 18h07 - Atualizada em 20/10/2020 19h04
Por Vanessa Van Rooijen (SEAP)

Integrante do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), do Governo do Pará, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) retomou os trabalhos extramuros, executados por custodiados, com a limpeza e manutenção de escolas da rede pública estadual de ensino. Uma das estratégias adotadas no processo de ressocialização dos internos nas unidades penitenciárias, a ação levou 14 internos da Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel (Cpasi), localizado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, na Região Metropolitana de Belém, para a realização de serviços de roçagem, remoção de resíduos, lavagem e sanitização em várias escolas.Com máscaras e distanciamento, os internos ajudam a manter as escolas prontas para alunos e profissionais

Os serviços serão executados durante dois dias em casa escola, finalizando o cronograma na próxima sexta-feira (23). Os custodiados fazem parte do Projeto "Conquistando a Liberdade”, que promove a remição de pena para pessoas privadas de liberdade por meio do trabalho.

Nesta terça-feira (20) foram beneficiadas as escolas estaduais de ensino fundamental e médio Celine Del Tetto, Francisco Paulo Mendes, Maria de Nazaré Marques Rios e Profa. Maria Luiza da Costa Rego, todas no bairro do Icuí, no município de Ananindeua. 

Acolhimento - Segundo Ariosvaldo Soares, vice-diretor da Escola Celine Del Tetto, os serviços são muito importantes para o acolhimento dos alunos quando voltarem às salas de aula, e também para os detentos. “Os internos têm que ter oportunidades. Nós fazemos de tudo para acolhê-los porque são pais de famílias, também. São pessoas que querem se reintegrar à sociedade. O trabalho é muito importante nesse processo de ressocialização”, ressaltou. 

O trabalho é importante para a ressocialização dos internos do sistema penitenciárioMateus Henrique de Souza, custodiado da Cpasi, disse estar gostando “de trabalha, e com isso fico com objetivo de quando sair do cárcere procurar um trabalho, com base no que venho aprendendo dentro do sistema”. 

Delma Braga, representante da Rede Local do TerPaz, também destacou a importância da parceria com a Seap na manutenção de locais públicos. “Essa parceria serviu para engrandecer ainda mais esse trabalho por conta dessas manutenções que são feitas nas escolas e locais públicos. Quero parabenizar a diretoria da Seap pelo ótimo trabalho”, disse Delma Braga. Além da escola, outros custodiados trabalharam na Central de Abastecimento do Pará (Ceasa) e no terreno da Polícia Militar do Estado do Pará. 

Prevenção - Todos os custodiados e agentes de segurança envolvidos na ação estão utilizando máscaras e respeitando os protocolos de prevenção ao novo coronavírus.

O diretor de Reinserção Social da Seap, Belchior Machado, informou que a retomada do cronograma de ações da Secretaria no TerPaz está sendo feita com os devidos cuidados para evitar contágio. "Utilizamos toda a precaução que o momento de pandemia ainda requer. Todo o nosso esforço e a dedicação de cada pessoa privada de liberdade é para levar paz aos bairros, contribuindo com a diminuição dos índices de criminalidade e reincidência", afirmou.