Seap encerra mais uma semana de cursos de qualificação profissional para custodiados

Os cursos, realizados em parceria com o Senar, visam preparar os internos para o mercado de trabalho

27/11/2020 19h11 - Atualizada em 27/11/2020 23h24
Por Vanessa Van Rooijen (SEAP)

Vários cursos profissionalizantes, oferecidos em unidades penitenciárias da Região Metropolitana de Belém e do interior do Pará, foram concluídos nesta sexta-feira (27). A capacitação profissional integra programas e projetos destinados à reinserção social, desenvolvidos pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A meta da Secretaria é preparar os custodiados para o mercado de trabalho, após o cumprimento das penas.Parte dos internos capacitados pelos cursos promovidos pela Seap, em parceria com o Senar

Só esta semana, foram concluídas capacitações em várias áreas, como higiene e limpeza, este no Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (Crama), em Marabá, na região sudeste; eletricista, na Central de Triagem Metropolitana III (CTM III); paisagismo e jardinagem, no Presídio Estadual Metropolitano II (PEM II), e corte e costura, no Centro de Recuperação Masculino de Vitória do Xingu (CRMV), na região oeste.

De acordo com o diretor de Reinserção Social da Seap, Belchior Machado, não há outro caminho para a diminuição da violência, que traga resultados sólidos, senão a inserção produtiva dos internos e a plena ressocialização. “É preciso resgatar o ser humano do crime para sua essência, para que, ao sair do sistema, consiga caminhar de forma digna e honesta, superando estigmas e preconceitos, consciente de que sua liberdade deve ser desfrutada para o bem comum”, ressaltou.