Gestores vão a Prainha e garantem apoio do Estado para compra de oxigênio

Os secretários Regional de Governo e adjunto da Sespa estiveram neste sábado no Hospital de Campanha e na Secretaria Municipal de Saúde

23/01/2021 11h23 - Atualizada em 23/01/2021 12h26
Por Ana Thaynara (SECOM)

Visita dos gestores estaduais ao Hospital de Campanha em PrainhaAcompanhar as ações de combate à Covid-19 no oeste paraense e garantir o suporte do governo do Estado aos municípios, que enfrentam alta no número de casos da doença. Com esses objetivos, uma comitiva do governo estadual continua visitando municípios localizados na Calha Norte do Rio Amazonas. Neste sábado (23), a equipe formada pelo secretário Regional de Governo do Baixo Amazonas, Henderson Pinto, e pelo secretário adjunto da Sespa, Sipriano Ferraz, esteve em Prainha, verificando as condições de atendimento no Hospital de Campanha e a estrutura da Secretaria Municipal de Saúde.

“Estamos em Prainha para dar todo suporte e apoio para que o município possa ter assistência do Estado. Estamos com o serviço aeromédico, e hoje mesmo transportaremos pacientes de Prainha para os hospitais de referência da nossa região. Já foi garantido o apoio para aquisição de insumos, principalmente apoio de logística por conta da distância do município. Também já estamos trabalhando nessa articulação, junto à empresa, pra aquisição de oxigênio, e o Estado mandará cilindros de oxigênio para ajudar o município nesse momento de dificuldade”, informou o secretário Henderson Pinto.

Compra de cilindros de oxigênio para pacientes de Prainha terá apoio do EstadoPara o secretário de Saúde de Prainha, Abraão Nascimento, o apoio do governo do Estado, principalmente com a aquisição de oxigênio, será de suma importância para continuar o combate à pandemia. “Nós estamos com uma dificuldade de aquisição de oxigênio devido à escassez mesmo, e hoje nós estamos recebendo os representantes do governo, que nos trouxeram boas notícias de que ele vai nos ajudar, e isso é motivo de muita alegria para todos nós”, afirmou.

Ações no Oeste do Pará - Desde que foi identificada uma segunda onda de contágio pelo novo coronavírus no extremo Oeste do Pará, principalmente nas cidades que fazem divisa com o Estado do Amazonas, o governo tem prestado total apoio à região.

A comitiva garante o suporte do Estado aos municípios do extremo Oeste do ParáEm dois dias, o governador Helder Barbalho realizou uma extensa agenda de trabalho em sete municípios e também no distrito de Nova Maracanã, em Faro, acompanhando as ações e identificando demandas urgentes. Ele ressaltou que o momento é muito difícil, daí a necessidade da colaboração de todos. “Nós estamos vivendo um momento de muita dificuldade. É um momento de todos nós termos a consciência do desafio de cuidar da nossa população. Estamos trabalhando pra garantir oferta de oxigênio, todos os insumos para tratamento, leitos, logística de transporte de pacientes, profissionais, vacinação. Mas, com essa segunda onda da pandemia, nós temos que nos cuidar e compreender que se cada um fizer a sua parte, nós vamos vencer”, afirmou o governador.A comitiva do governo conheceu a estrutura da Secretaria Municipal de Saúde

Nova unidade em Santarém - Com o objetivo de ampliar o atendimento na região, governo do Estado e Prefeitura de Santarém firmaram parceria para instalar mais uma unidade de saúde específica para tratamento de Covid-19 no município. Com 60 leitos, o local escolhido para o funcionamento da unidade é o Centro Municipal de Educação Infantil Paulo Freire. A partir da próxima segunda-feira (25) inicia o processo de tramitação, para que esta nova unidade seja viabilizada e comece a funcionar o mais breve possível.

Na região, o governo do Estado também ampliou o número de leitos para atender a todos os municípios do extremo Oeste do Pará. Hoje, Santarém conta com 40 leitos de UTI; Itaituba terá 60 e em Juruti foram instalados 10, totalizando 110 leitos de UTI exclusivos para Covid-19.