Detran realiza operação para combater uso de descarga adulterada

28/02/2021 08h48 - Atualizada em 28/02/2021 10h30
Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) realizou, na noite deste sábado (27), em Belém,  a Operação Silêncio para coibir o uso de descarga adulterada em motocicletas. Ao todo, 22 motocicletas foram recolhidas para o parque de retenção do Detran, um condutor foi preso por dirigir sob a influência de álcool, um condutor  autuado por se recusar a realizar o teste do etilômetro e um abandonou a moto e fugiu antes da fiscalização, resultando em 68 autuações durante toda a operação. 

A adulteração proposital na descarga ou no silenciador de motor já se tornou uma prática corriqueira tanto nos grandes centros urbanos quanto no interior do Estado. É praticada por condutores que geralmente querem turbinar seus veículos para deixá-los mais potentes. O problema é que a descarga adulterada provoca um barulho intenso que incomoda muita gente. 

Além de causar um ruído excessivo, prejudicando a saúde e o meio ambiente, a prática é ilegal e considerada uma infração de trânsito. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motociclista que for flagrado com a descarga do motor adulterado comete uma infração grave, com multa no valor de R$ 293, além de ter o veículo e a habilitação recolhidos. 

O barulho das motocicletas é alvo de constantes reclamações por parte da população. O coordenador de operações do Detran, Ivan Feitosa, explica que a ação realizada neste fim de semana ocorreu em caráter inicial e deverá estender-se a todos os municípios do Estado. “Temos observado essa prática, que afeta a saúde das pessoas e que é cada vez mais constante na cidade. Por isso, há a necessidade de aumentar a fiscalização e coibir os infratores”, afirma.

A operação ocorreu de forma integrada entre o Detran e as Polícias Civil e Militar. Os agentes formaram uma barreira na avenida Augusto Montenegro, em frente ao Comando de Policiamento da Capital II, e na orla da Vila de Icoaraci, onde é comum o registro desse tipo de infração. Durante a fiscalização, os agentes realizaram um enquadramento administrativo, visualizando a presença ou não do componente que gera o silenciamento do escapamento do motor. 

Os condutores flagrados com o veículo irregular e que tiveram a motocicleta retida para o parque de retenção, poderão se dirigir ao local na próxima segunda-feira, das 8h às 14h, pagar a taxa e solicitar a regularização do veículo.