Setran prossegue com obras de conservação e manutenção na PA-279

Equipes estão no trecho urbano de Ourilândia do Norte realizando os serviços de tapa-buraco (remendo profundo), limpeza do meio-fio e roçagem

02/03/2021 11h37 - Atualizada em 02/03/2021 11h58
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), continua com os trabalhos de conservação e manutenção da PA-279, no sudeste do Pará. As equipes estão no trecho urbano do município de Ourilândia do Norte realizando os serviços de tapa-buraco (remendo profundo), limpeza do meio-fio e roçagem. A PA-279 possui toda sua extensão de 260 quilômetros em pavimento asfáltico, e trata-se de uma rodovia estratégica para interligar a região sudeste com o sul do Pará e o porto de vila do Conde, na região Metropolitana de Belém (RMB).

Uma das maiores rodovias do Pará, a PA-279 se estende pelos municípios de São Félix do Xingu, Tucumã, Ourilândia, Água Azul Norte e Xinguara, tendo em sua extensão 49 pontes em concreto armado, em uma extensão de mais de 1.500 quilômetros, que facilitam o fluxo em toda a rodovia.

“Com a chegada das chuvas, intensificamos o trabalho de conservação e manutenção em todas as regiões de integração do estado do Pará, e a chegada das equipes no trecho urbano de Ourilândia do Norte é de suma importância para garantir a entrada e saída da cidade com total segurança para quem vive no município, e também para quem utiliza a rodovia para acessar outros municípios da região”, detalha oi titular da Setran, Adler Silveira.

Cerca de 60 quilômetros da PA-279, no trecho de Xinguara a Azul do Norte já receberam obras de conservação e manutenção.

Mais obras

As obras de manutenção e conservação da PA-279 fazem parte do 6º Núcleo Regional da Setran, com sede em Conceição do Araguaia. Ao todo, além da estrada, outras cinco rodovias sob a jurisdição do Estado estão sendo beneficiadas: PA-235, PA-287, PA-327, PA-411, PA-447 e vicinal Bambu, totalizando 462 quilômetros de rodovias. O contrato de conservação e manutenção das via do 6º Núcleo, que iniciou em outubro do ano passado, tem vigência de 12 meses.