Detran se junta à ONU para proteger crianças e ciclistas contra o excesso de velocidade

Semana Global de Segurança Viária, sob a consígnia "Ruas pela Vida", defende a redução da velocidade para 30 km/h em áreas residenciais e de escolas

13/04/2021 15h40 - Atualizada em 13/04/2021 16h14

Campanha "Ruas pela Vida", em maio, quer conscientizar os condutores para a necessidade de obedecer os limites de velocidadeO excesso de velocidade está entre os principais fatores de risco e de infrações de trânsito registradas no mundo. Pensando nisso, a Organização das Nações Unidas (ONU) lança no próximo mês de maio a 6ª Semana Global de Segurança Viária: “Ruas pela Vida”. A iniciativa tem como alvo áreas residenciais e de escolas, com o foco especial em ciclistas e crianças. O objetivo é aumentar a conscientização global sobre a prevenção de lesões e mortes no trânsito. No Pará, o Departamento de Trânsito do Estado (Detran) é parceiro da ONU e vai reforçar a campanha.

A Semana Global de Segurança Viária da ONU é promovida desde 2007, segundo o planejamento feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Colaboração das Nações Unidas pela Segurança Viária. O movimento está contemplado na Declaração de Estocolmo de 2020, como parte dos objetivos da nova Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2021-2030.

O Detran e a ONU, por meio do Fundo das Nações Unidas para a Segurança Viária, já são parceiros no desenvolvimento do Projeto Fortalecimento da Fiscalização do Trânsito Rodoviário no Brasil (Strengthening Road Traffic Enforcement in Brazil), com supervisão da Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (Cepal), e está implantando métodos mais eficientes de fiscalização das vias e rodovias, a partir do treinamento dos agentes de trânsito.

Segundo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2018, pedestres, ciclistas e motociclistas representaram 54% das vítimas por morte no trânsito no mundo. Dados do Detran mostram que até junho de 2020 o excesso de velocidade foi a principal infração cometida em 100 dos 144 municípios paraenses.

LIMITE

A campanha Ruas para a Vida será realizada entre os dias 17 e 23 de maio, propondo o estabelecimento do limite de velocidade de 30km para vias em que as pessoas e o tráfego de veículos mais se misturam. Conscientizar as pessoas, promovendo um trânsito mais humanizado. Além de mais seguras, vias locais projetadas ou adaptadas para baixas velocidades, tornam as ruas mais acessíveis e agradáveis. O limite regulamentar de 30km/h está estabelecido no CTB para essas vias.

Para a Coordenadora de Educação do Detran, Isabella Mesquita, o excesso de velocidade é um dos fatores que mais provoca acidentes nas vias, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). “Em todas as nossas campanhas e ações educativas, destacamos essa questão. Trabalhamos, acima de tudo, a conscientização do condutor através de materiais específicos que enfatizam o quanto é perigoso exceder a velocidade da via. Além disso, junto com o setor de Engenharia de Trânsito, planejamos ações precisas que possam surtir o efeito pretendido em determinados locais”, explica. A sinalização adequada, além da fiscalização, é uma crucial estratégia para coibir o excesso de velocidade nas vias. Em função disso, é realizado um estudo completo para definir a velocidade ideal para cada via e região, cumprindo com o objetivo de preservar a vida e o tráfego de forma segura.

* Com a colaboração de Celso Junior

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)