Hospital Regional de Tucuruí realiza primeiro procedimento de hemodiálise no município

06/05/2021 18h23 - Atualizada em 06/05/2021 18h41

O Hospital Regional de Tucuruí (HRT), na região sudeste, realizou nesta quarta-feira (5), o primeiro procedimento de hemodiálise do município. Neste primeiro momento, o serviço é restrito aos pacientes com Insuficiência Renal Aguda (IRA) que tiveram a função renal comprometida devido a complicações oriundas da Covid-19. O aparelho portátil de terapia renal substitutiva em funcionamento no HRT utiliza o processo de osmose reversa – que retém os sólidos presentes no líquido – para obter água com alto grau de pureza a ser utilizada no tratamento. O aparelho pode realizar até cinco procedimentos por dia, mas considerando que cada paciente apresenta condições particulares para cada sessão.  

Segundo o titular da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Rômulo Rodovalho, "o Governo do Estado trabalha para melhorar e expandir os serviços prestados por todas as suas unidades de saúde e sempre considerando as principais demandas de cada localidade. O sucesso do primeiro procedimento de hemodiálise no Hospital Regional de Tucuruí faz parte dessa missão e representa um avanço no atendimento aos pacientes da UTI, especialmente para as pessoas em tratamento para Covid-19", afirmou. 

O procedimento de diálise promove a remoção das substâncias tóxicas que ficam retidas quando os rins deixam de funcionar adequadamente. De uma maneira muito simplificada seria a filtragem do sangue. Hemodiálise é o uso de um equipamento específico que filtra o sangue diretamente e o devolve ao corpo do paciente com menos impurezas. 

Médico nefrologista da unidade, Jailson Silva, observa que o sucesso do primeiro procedimento de hemodiálise permite a continuidade desse tratamento. “A diálise já está sendo realizada no segundo paciente. São pessoas que estão na Terapia Intensiva e apresentam disfunção renal, uma situação que precisa de soluções rápidas. A presença de comorbidades como diabetes e outros problemas tornam mais delicado o quadro clínico, sendo uma medida muito importante para contribuir na recuperação delas”.   

O aparelho portátil de terapia renal substitutiva, já em funcionamento no HRT, possui um sistema portátil para a purificação da água através do processo de osmose reversa, e pode ser utilizado em caráter emergencial para minimizar os efeitos adversos desta grave infecção.

LEITOS

Nesta quinta-feira (06), serão disponibilizados mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Regional de Tucuruí, sendo mais uma medida estratégica do Governo do Pará de combate a pandemia em todas as regiões do Estado. A unidade já contava com 16 leitos clínicos e 19 leitos de UTI e com a ampliação sobe para 29. Além de Tucuruí, o hospital atende a população dos municípios de Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá, Novo Repartimento e Tailândia.

Texto: Rodrigo Reis

Por Governo do Pará (SECOM)