Estado e Prefeitura entregam equipamentos e cestas básicas para feirantes de Belém

Ação para desenvolver os negócios dos trabalhadores e as feiras de Belém incluiu o repasse de 44 fogões industriais, 69 freezers horizontais, entre outros aparelhos

10/05/2021 13h59 - Atualizada em 10/05/2021 14h51

No Ver-o-Peso, o governador formaliza a entrega de fogões industriais, freezers, balanças, entre outros equipamentos para o ComplexoO Governo do Estado e a Prefeitura de Belém entregaram na manhã desta segunda-feira (10), 240 itens para garantir o desenvolvimento dos negócios dos feirantes e das feiras de Belém. Foram repassados 44 fogões industriais, 69 freezers horizontais, balanças computadorizadas e mecânicas, utensílios com kits de facas e panelas. Nesta primeira entrega foram beneficiados os feirantes do Complexo do Ver-o-Peso, e ainda das feiras do Jurunas e Cremação. 

No Ver-o-Peso foram entregue 50 freezers, 22 fogões, 30 kits faca/basqueta, 22 kits panela concha, cinco balanças e 150 cestas básicas. Na tradicional feira do bairro Jurunas foram entregues 11 freezers, 17 fogões, 50 kits faca/basqueta e 17 kits panela concha. Na Feira do bairro da Cremação foram entregues oito freezers, cinco fogões, 15 kits faca/basqueta e cinco kits panela concha.

“Esse é um momento para garantir um ambiente adequado e os equipamentos necessários para todos os trabalhadores das feiras e mercados de Belém. É uma ação do Governo do Estado em parceria com o Instituto Ver-o-Peso e a Prefeitura para que possamos fazer com que estes equipamentos permitam que os trabalhadores possam ofertar melhores produtos. Assim, prestigiamos feiras e mercados da nossa capital, além de fortalecemos a economia criativa e circulação de renda”, destacou o governador, Helder Barbalho.

No Ver-o-Peso, os trabalhadores com os fogões industriais ganhos do governo estadual e da prefeitura municipal de Belém O feirante, João de Jesus Matos, enfatizou a importância do auxílio nesse momento de redução do movimento por conta da pandemia. “É uma ajuda muito importante. Veio em boa hora porque estamos precisando. Durante a pandemia piorou muito a situação. Muitas barracas fecharam e pais de famílias tiveram graves problemas até para comer. Triste, problema muito triste. Vivemos disto e precisamos trabalhar para conseguir o pão de cada dia. Graças a Deus nosso Governo chegou na hora certa”, disse o feirante. 
 
O sentimento de gratidão e alivio também foi descrito para feirante Renilda Cristina Moreira Silva. “Chegou em boa hora essa ajuda. Tem 28 anos que eu trabalho em feira e pela primeira vez vou receber alguma coisa do Governo do Estado. Agradeço ao Estado e ao Instituto que se esforçaram para ajudar. Eu realmente estou precisando porque meu freezer está muito ruim e todo quebrado. Com um novo vai melhorar e conservar melhor as coisas”, comentou a feirante.

Os feirantes fizeram questão de recepcionar o governador Helder, a primeira-dama, Daniela Barbalho, e o prefeito, Edmilson Rodrigues Já o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, ressaltou a importância da parceria  institucional do Estado e Município. “Em qualquer parte do país as feiras são de competência municipal, então,  é muito importante ver o governador do Estado investindo recursos para modernizar as feiras e chamando a Prefeitura para fazer esse diálogo. Também temos uma outra coisa importante que é a valorização da sociedade civil organizada. O Instituto Ver-o-Peso é quem está dialogando para receber os equipamentos e recurso público com objetivo de valorizar e modernizar as feiras e feirantes”, destacou.

O coordenador geral do Instituto Ver-o-Peso, Manoel da Silva Rendeiro, mais conhecido como Didi do Ver-o-Peso, comemorou essa conquista histórica da categoria. “Mais do que uma conquista nossa, isso foi uma ideia do governador que percorreu nossas feiras. Só temos que comemorar. Agora essa parceria do Instituto, Governo e Prefeitura tem tudo para dar certo e impulsionar o nosso trabalho”, comentou.

Por Leonardo Nunes (SECOM)