Solidariedade garante mais de 400 bolsas de sangue para o Hemopa no final de semana

Mobilização de voluntários em caravanas, no sábado, 19, envolveu a capital e os municípios de Castanhal, Marabá, Santarém, Capanema e Altamira

21/06/2021 12h59 - Atualizada em 21/06/2021 15h20

Voluntários dedicam o sábado à doação de sangue, atitude que tem mobilizado cada vez mais pessoas no interior e na capital do EstadoAdriano Casanova, 50 anos, é pastor e secretário regional da Sociedade Bíblica do Brasil. No último sábado, a caravana chegou cedo no Hemopa, em Belém, para concretizar um dos ensinamentos bíblicos, que é o amor ao próximo. 

"Nós temos uma missão de difundir a mensagem e os ensinamentos bíblicos como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano. Juntamos esta campanha com o aniversário de 73 anos da Sociedade Bíblica do Brasil, quando nós podemos exercitar de uma forma prática, o amor ao próximo, doando sangue", destacou. 

A nutricionista Tatyele Pantoja é doadora há mais de 8 anos e também esteve em caravana no Hemopa. Desta vez, do Hospital Jean Bitar (HJB). “Nós somos um hospital com perfil cirúrgico e sabemos da importância da doação de sangue para nossos pacientes. É interessante que todos os colaboradores façam essa parceria para aumentar o estoque do Hemopa".

Tatyele Pantoja participou da caravana do Hospital Jean Bitar: "sabemos da importância da doação de sangue para nossos pacientes"O saldo da coleta na Região Metropolitana de Belém do último sábado foi de 340 comparecimentos e 287 bolsas de sangue coletadas. “Estamos muito felizes em perceber que as pessoas estão se juntando, montando caravanas e contribuindo com o nosso estoque. Isso mostra o quanto está melhorando a consciência de responsabilidade social de cada cidadão diante da doação de sangue como causa humanitária”, destacou Juciara Farias, gerente de Captação de Doadores do Hemopa. 

MUNICÍPIOS

A Fundação Hemopa também abriu nas unidades de Castanhal, Marabá, Santarém, Capanema e Altamira, no sábado (19).  

A voluntária Suzy Cavalcante faz parte da caravana ‘Aquecendo Vidas’, do município de Capanema, região nordeste do estado. “Todas as quintas-feiras nós ajudamos moradores de rua. E desta vez a nossa ação solidária é aqui para doar e salvar vidas”. 

O mesmo sentimento tem Cederson da Costa Sousa, doador há mais de 21 anos que mobiliza mais pessoas para a doação. “Venham doar. É muito importante para nós que doamos e muito mais para quem recebe. Você pode salvar vidas”, diz ele.

O Hemopa Capanema recebeu 52 pessoas mobilizados pelo Hospital Regional Público do Caetés (HRPC) e pelo Grupo Aquecendo Vidas, além de voluntários do município de Peixe-Boi, das quais 43 estavam aptas a doar. 

O Hemocentro de Castanhal recebeu caravanas da Igreja Adventista, Unama e Companhia Têxtil. No total foram 70 comparecimentos e 59 coletas efetivadas. 

Em Santarém, motociclistas do Moto Club Insanos também responderam à convocação do Hemopa para a doação de sangue SANTARÉM

No Hemocentro de Santarém, o sábado (19) foi bem movimentado com a presença das Caravanas Solidárias da multinacional Cargill, Senac, estudantes de Fisioterapia da FIT, Unama e Uepa e mais os ciclistas Cachorro Morto e os motociclistas da Moto Club Insanos.

“Sou doador, mas a pandemia nos afastou um pouco da rotina da doação. Acredito que a partir de agora, teremos mais adeptos ao grupo e teremos mais êxito nesta parceria”, destacou Geber Santos, sub-diretor da divisão de Santarém do Moto Club.

No total, o Hemopa Santarém recebeu 102 voluntários e coletou 90 bolsas de sangue, entre as quais a de Valdinei Pantoja, integrante do grupo de ciclistas Cachorro Morto. "É sempre uma satisfação muito grande poder contribuir e convidar amigos, familiares, conhecidos, divulgando as campanhas com o Hemopa. Doar é salvar vidas". Além disso, mais 40 voluntários entraram para o Cadastro Nacional de Doadores de Medula óssea, Redome. 

No sábado, 19, foi Dia Mundial da Conscientização sobre a Doença Falciforme, um tipo de anemia que só tem cura por meio do transplante de medula óssea. 

ALTAMIRA

O Hemonúcleo de Altamira, no sudoeste dio estado, também funcionou no sábado e recebeu pacientes de Doença Falciforme para ressaltar a importância da doação. Caravanas da Maçonaria marcaram presença e no total 29 bolsas de sangue foram coletadas.

Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)