Governador assina ordem de serviço para reconstrução de quartel do Corpo de Bombeiros

Obras em prédio centenário deverão garantir melhores condições de trabalho para a corporação

23/06/2021 18h03 - Atualizada em 23/06/2021 19h21

Nesta manhã (23), o governador Helder Barbalho assinou a ordem de serviço para obras de reconstrução de parte do quartel do 21º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), em Belém. O prédio localizado na rua João Diogo, esquina com a rua 16 de Novembro, bairro da Cidade Velha, é centenário e concentra a história da corporação no Pará. A lateral do quartel passará por obras e, após a conclusão, garantirá melhores condições de trabalho para os militares.

Para o governador, “as obras permitirão com que o 21º Grupamento do Corpo de Bombeiros possa estar melhor estruturado para atender essa região central da capital. Mas, também preserva-se a história e memória do Corpo de Bombeiros do Estado do Pará. Uma obra histórica, de valorização da memória e da corporação para que a mesma continue ativa e fortalecida para servir e salvar vidas e, estar à disposição da nossa gente”, afirma.

O espaço onde funciona o atual quartel do 21º GBM foi adquirido em 1898 e até 2004 funcionou como Quartel do Comando Geral (QCG), tornando-se de grande importância histórica para o CBMPA. “Esse prédio é emblemático para nós. Além de ser estratégico para o centro comercial, ele faz com que seja resgatada a história do Corpo de Bombeiros”, comenta o comandante geral da corporação, coronel Hayman Souza. Segundo ele, o objetivo é que o próximo mês, seja assinada a ordem de serviço do memorial do CB.

Atualmente, o 21º GBM possui um efetivo de 38 militares, entre oficiais, subtenentes, sargentos, cabos e soldados que atuam nas áreas de combate a incêndio e salvamento, prevenções na Região Metropolitana de Belém, além de serviço de prevenção em praias como guarda-vidas e de vistoria técnica através da Seção de Atividade Técnica (SAT), um importante suporte ao Corpo de Bombeiros no que diz respeito ao atendimento preventivo nas edificações de Belém sob a área de atuação operacional.

Desde 2005, no quartel funcionaram o Comando Operacional (COP), o Grupamento de Socorro e Emergência e o Núcleo de Operações com Produtos Perigosos (GSE/NOPP), além do 7º Subgrupamento Bombeiro Militar (7º SGBM – Comércio). Em 1948 foi construído do muro no terreno contíguo ao Quartel, fazendo ângulo com a rua 16 de Novembro, e do pavilhão com dois pavimentos, sendo a parte superior destinada ao alojamento das Praças e a térrea para a instalação de oficinas, com um dique para lavagem e lubrificação das viaturas.  

Por Michelle Daniel (NGTM)