CPCRC avança em obras da Unidade Regional de Castanhal

Prédio já está com auditório, alojamentos dos peritos criminais, sala de balística e laboratórios do Instituto de Criminalística (IC) concluídos

20/08/2021 09h36 - Atualizada em 20/08/2021 10h12

As obras de readequação da Unidade Regional do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) de Castanhal, nordeste do Estado, seguem em estado avançado para sua conclusão. Iniciada no início deste ano, a construção segue o plano de estruturação do Governo para dar melhores condições de trabalho aos servidores, com previsão de ser concluída e entregue aos servidores durante o mês de setembro, pela direção-geral do CPCRC.

A obra envolve toda a estrutura física do prédio e, no atual estágio, está concentrada na ampliação da sala de necropsia, com a construção dos espaços para o aparelho de raio-x que analisa os cadáveres que chegam ao IML e para armazenamento dos que ficam como ignorados, assim como a inclusão de banheiros e vestiários para atender a higienização dos médicos legistas e seus auxiliares técnicos de perícias. Além disso, a fachada da unidade também está sendo revitalizada e um novo stand de tiros para perícias de balísticas está sendo construído.

A conclusão dessa etapa se soma às áreas da unidade do CPCRC de Castanhal que já foram concluídas como o auditório, os alojamentos dos peritos criminais, a sala de balística e os laboratórios do Instituto de Criminalística (IC), para melhor atender os servidores e usuários do Centro de Perícias. 

"É o compromisso da gestão promover essas melhorias em nossas unidades e núcleos, pois dessa forma vamos melhorar as atividades, oferecendo melhores condições de trabalho aos nossos servidores", enfatiza Celso Mascarenhas, diretor geral do CPC. 

No sentido de seguir o plano de restruturação das unidades regionais e núcleos avançados do CPCRC, o Governo do Estado já entregou as unidades dos municípios de Altamira e Marabá e o núcleo de Itaituba, todos no final do ano passado, assim como fez a entrega de modernos equipamentos, entre outras coisas.

"Contamos com o apoio do Governo do Estado para esse plano, que sabe da importância da perícia criminal para a justiça", concluiu.

Por Alexandre Cunha (CPC)