Semas coleta quase duas toneladas de resíduos durante ação em Salinas

08/09/2021 16h01 - Atualizada em 08/09/2021 18h27

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) coletou uma tonelada e meia de vidro e mais de 250 quilos de plástico durante os quatro dias de ações de conscientização ambiental e reciclagem que promoveu nas praias do Atalaia e Maçarico, em Salinópolis, Nordeste do Pará, desde sábado (4), até a terça-feira (7).

Os vidros foram fornecidos como matéria prima para o artesanato local e os plásticos foram enviados para cooperativas de reciclagem, gerando renda para a população do município. Os resíduos foram coletados junto com o Instituto Alachaster, que atua em parceria com a Secretaria. Durante a ação, foram espalhadas pelas praias do Atalaia e do Maçarico 19 bags para coleta de material reciclável, além de dois depósitos de resíduos plásticos em formato de peixes.

A iniciativa buscou sensibilizar turistas, moradores locais e comerciantes sobre a importância da preservação da natureza e do reaproveitamento de resíduos, com atividades educacionais com crianças e coleta de vidro para reciclagem.

A disseminação de boas práticas no descarte de resíduos é uma atribuição da Semas, em seu trabalho de atuar na formação de hábitos ambientalmente sustentáveis na sociedade paraense. Segundo o Secretário Adjunto de Gestão e Regularidade Ambiental do Pará, Rodolpho Zahluth Bastos, municípios e população também possuem importante papel na educação ambiental: "A ação da Semas foi recebida com grande entusiasmo pela população local, donos de bares e frequentadores de Salinas. É importante que os hábitos educativos incentivados por esse tipo de atividade se tornem perenes com o tempo e a Semas tem um papel importante de disseminar a ação educativa nos principais destinos turísticos do Estado. É, porém, fundamental que os municípios assumam o papel de protagonistas das ações educativas locais em prol da correta destinação de resíduos. Todos, incluindo a população, donos de estabelecimentos e fabricantes de produtos, somos co-responsáveis na correta destinação de resíduos", afirmou.

Joy Pinheiro, de 33 anos, que desde 2002 mora em Salinas, também levou seu filho, Pedro Sérgio, de 4 anos, para a ação no Maçarico. Para ele, a atividade promovida pela Semas é muito importante para evitar a degradação ambiental nas praias. “A população demanda mais educação ambiental, visto o que aconteceu em julho na praia do Atalaia, com toneladas de lixo arrastadas pelas ondas. Outro ponto é a promoção da coleta seletiva, o que é lixo para muitos é renda para outros. Campanhas assim devem acontecer o ano todo principalmente em Salinas", declarou.

O artesão Marcelo Freire destaca a participação das crianças na ação. "Nesta ação, todos estão engajados em prol da natureza, isso é muito importante. Nós temos aqui um acúmulo de lixo e a secretaria veio para fazer o que estava faltando, essa conscientização, que é muito importante, principalmente para as nossas crianças. "Os pequenos têm nos recebido muito bem, ficam animadas com as atividades educacionais e também com as trocas de garrafas pelos copos, eles vão mesmo atrás. Teve um menino que pegou 80 garrafas pet. Muitas senhoras e jovens têm participado, nos recebendo muito bem, coletando vidro, garrafas de plástico. Eles ficam realmente muito felizes com a oportunidade de colaborar", afirmou Elizângela Cintra, técnica em gestão do meio ambiente da Diretoria de Gestão Administrativa e Financeira (Dgaf) da Semas.

Este tipo de ação beneficia tanto o meio ambiente quanto a economia local, afirma o secretário de meio ambiente de Salinópolis, Silvan Cardoso. "Esta ação é de grande importância, a secretaria fica muito feliz com ações como essas, que contribuem com o meio ambiente, com a preservação de nossas praias. Manter as nossas praias sempre limpas é fundamental para o município atrair cada vez mais turistas e veranistas para cá. E a natureza agradece. A secretaria está sempre de portas abertas para todas as pessoas que queiram fazer o bem para o nosso município."

Por Bruna Brabo (SEMAS)