Departamento de Trânsito do Pará recupera mais de 60 motocicletas no interior do Estado

De acordo com o Detran, de julho até 15 de setembro, deste ano, houve aumento de 28,78% no número de apreensões, o que mostra um resultado positivo das ações

22/09/2021 14h00 - Atualizada em 22/09/2021 15h10

Detran recolhe motos, em Tucuruí, por irregularidades no veículo ou na documentação, órgão intensifica a fiscalização no ParáO Departamento de Trânsito do Estado (Detran) vem intensificando as ações no interior do estado, tendo como foco a fiscalização de veículos irregulares. Segundo o relatório da Gerência de Operações e Fiscalização de Trânsito das Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) “A”, desde 1º de janeiro deste ano, os agentes de fiscalização recuperaram 64 motocicletas furtadas ou roubadas. Somente nos últimos dois meses, houve aumento de 28,78% no número de apreensões, demonstrando que o resultado das ações está acima da média. 

O município de maior recorrência nas operações é Viseu, no nordeste do Estado, concentrando 35,93% das retenções. Para conter o número elevado de motocicletas irregulares, o Detran realiza ações de fiscalização na cidade todos os meses. O Departamento informa que no caso de Viseu para a regularização de motocicletas, é recomendado que os moradores se dirijam à Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) de Bragança.

Outros municípios também têm sido alvo das operações do Detran, entre eles, Rurópolis, Uruará, Altamira, Brasil Novo, Trairão, Marapanim, Bragança, Goianésia, Igarapé-Miri, Tracuateua e Redenção. Todos eles têm como característica o uso de motocicletas como um dos principais meio de transporte local. Junto com o veículo irregular, os condutores geralmente apresentam pendências na habilitação, muitos deles sequer são habilitados. Os veículos flagrados em situação de furto ou roubo são encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil do município.

As operações são realizadas em conjunto com a Polícia Militar e têm o objetivo de levar mais segurança ao trânsito dos municípios. Segundo Josimar Viana, gerente da Gerência de Operações e Fiscalização de Trânsito (GOFTC-A), as ações de identificação veicular foram intensificadas, o que ocorre tanto por parte dos agentes, quanto por meio de novos sistemas implantados pelo Detran, como o projeto “Sentinela”, que tem ajudado na localização computadorizada de veículos irregulares. 

Para Viana, a formação e aperfeiçoamento das equipes têm ajudado, com destaque especial ao curso feito em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), que contribui para o aperfeiçoamento das técnicas de abordagens na via. “Além das operações estratégicas, os agentes realizam um trabalho permanente de monitoramento dos veículos detectando as irregularidades no cotidiano da fiscalização, e os resultados têm demonstrado o grande empenho da fiscalização”, comenta. 

Além das operações de rotina, o Detran tem contado com a parceria da população local, que reconhece o resultado da fiscalização e denuncia as irregularidades, o que contribui para a recuperação dos veículos e aumento da segurança no trânsito. Pelo menos 10% dos veículos recuperados provêm de denúncias.

*Com colaboração de Israel Marcon (Detran).

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)