Pará discute sustentabilidade na Amazônia na Semana do Clima de Nova York 2021

Governo do Pará defende uma transformação econômica na região que priorize o bem-estar da população e a recuperação florestal

23/09/2021 21h00 - Atualizada em 23/09/2021 22h39

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), participou de um webinar, nesta quinta-feira (23), na programação da Semana do Clima de Nova York 2021, organizada pela Conservação Internacional. Com o tema “A Amazônia Que Queremos”, o objetivo do encontro é chamar a atenção para o desenvolvimento sustentável na Amazônia. O titular da Semas, Mauro O’de Almeida participou do evento representando o Consórcio de Governadores da Amazônia Legal.

“Para a gente, falar da Amazônia que queremos, temos que falar sobre as pessoas. O grande desafio nosso é fazer com que as pessoas mudem de vida e que possam, a partir desse interesse pela mudança de vida econômica, terem interesse pelas mudanças climáticas e pela agenda ambiental. Neste sentido é que o Plano de Recuperação Verde apresentado pelo consórcio quer fazer uma transformação econômica aliada a uma recuperação florestal, uma restauração florestal”, destacou o secretário.O titular da Semas, Mauro O’de Almeida, representou o Governo do Pará no evento internacional

Transição - O Plano de Recuperação Verde (PRV) é um plano de desenvolvimento regional para a Amazônia Legal, baseado em uma estratégia de transição para uma nova economia verde. O PRV foi proposto pelo Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, em parceria com entidades da sociedade civil e consultorias especializadas, além dos governos do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

O secretário Mauro O’de Almeida explicou que o plano pretende combater a perda florestal, melhorar a condição de vida da população e gerar empregos. “Todo esse processo tem uma conexão com o nosso Plano Amazônia Agora, voltado à recuperação da economia da floresta. O nosso encontro com a bioeconomia, na verdade, é um reencontro com a nossa ancestralidade, com os indígenas, com as comunidades tradicionais, que há séculos já utilizam os componentes da floresta para alimentos, para fármacos e, agora, numa escala maior, para os cosméticos no mundo”, enfatizou.

Além do secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará, participaram do evento Ivan Duque, presidente da Colômbia; Carlos Nobre, cientista defensor da bioeconomia; Belén Páez, presidente da Fundação Pachamama, e M. Sanjayan - CEO da Conservação Internacional.

Plano Amazônia Agora - Instituído em 4 agosto de 2020, o Plano Estadual Amazônia Agora (PEAA) é a principal plataforma de ação para estabelecer um modelo de desenvolvimento social e econômico baseado na valorização de ativos ambientais no Pará.

O Plano visa à integridade da floresta e, ao mesmo tempo, ao aumento da eficiência das cadeias produtivas e à melhoria das condições socioambientais no campo. Tem ainda como objetivo central levar o Pará à neutralidade climática na área de “uso da terra e florestas” antes de 2036.

Por Bruna Brabo (SEMAS)