Lutadores representarão o Pará em Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu

Entre a delegação paraense está Rayssa Silva, de 16 anos, no Brasileiro irá competir na categoria Juvenil 1, faixa Azul

24/09/2021 16h54 - Atualizada em 24/09/2021 18h02

O Pará será representado por 12 atletas no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, que será realizado no período de 25 a 03 de outubro. Os competidores contaram com o apoio financeiro da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) para participação no evento, no Rio de Janeiro.  

Rayssa Silva (preto)Entre a delegação paraense está Rayssa Silva, de 16 anos, no Brasileiro irá competir na categoria Juvenil 1, faixa Azul. Apaixonada pela modalidade, conta que o objetivo é alcançar o pódio e ser bi-campeã. “Estou muito feliz por estar mais uma vez poder representar o estado em uma competição tão importante da modalidade. Estou muito confiante, me preparei bastante e tenho certeza que vou dar o meu melhor para subir mais um vez no pódio”, disse Rayssa.

Competindo pela primeira vez fora do Pará, Arthur Silva, que também está na categoria juvenil, peso pena (faixa azul), diz estar bem ansioso, mas confiante em um bom resultado. “Ansioso para a minha primeira competição fora do estado. Muito feliz com a oportunidade de representar minha equipe e o Pará, pois venho me destacando bastante nos eventos regionais, treinando forte e cheio de expectativas para o Brasileiro.

Arthur SilvaTambém no Juvenil, estão as atletas Kauanne Brito, no peso médio (faixa azul). Bem como a lutadora Jhully Machado, peso pena (faixa azul). E, Jamily Borges, que disputa pelo peso leve (faixa azul).

No adulto, estão os lutadores José Santos, que com a faixa branca, irá disputar na categoria peso pluma. Robert Oliveira, com a faixa roxa, luta pela categoria. Já com as faixas preta e no peso pena, entram na disputa Michel da Silva, Swanny Guimarães e Dyna Sena. No peso médio Roniere Silva.

Um dos experientes da equipe é Alexandre Castro, que já compete profissionalmente há 15 anos. Mestre da academia Castro Team, Alexandre procura incentivar os jovens a praticar o esporte. No Brasileiro, o atleta irá para a categoria Master 2, peso pesado.

Alexandre Castro“O apoio serve para incentivar esses atletas a alcançarem seus objetivos e o Brasileiro é um campeonato que soma pontos para o ranking da CBJJ. Dessa forma, a Seel vem fomentando o esporte paraense no incentivo aos atletas para chegar mais longe”, afirma Vitor Borges, secretário-adjunto da Seel.

Vale lembrar que a última edição do Brasileiro ocorreu em 2019. Na temporada de 2020, o calendário do Jiu-Jitsu – assim como de todo o esporte mundial – sofreu com a pandemia do novo coronavírus.

Texto: Bianca Rodrigues / Ascom Seel

Por Governo do Pará (SECOM)