Seduc entrega insumos para escolas estaduais em prevenção à Covid-19

Neste primeiro momento, 27 unidades receberam kits sanitários por meio do Programa Saúde na Escola (PSE)

07/10/2021 17h17 - Atualizada em 07/10/2021 17h48

Com o intuito de reforçar os protocolos de biossegurança e evitar a proliferação da Covid-19 nos ambientes escolares, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) em parceria com o Programa Saúde na Escola (PSE), vinculado ao Governo Federal, realizou a entrega de kits sanitários para 27 escolas da rede estadual, em Belém, durante o mês de setembro.

A iniciativa faz parte de uma política intersetorial que visa promover a integração da saúde e educação, de forma continuada, sempre com a participação da comunidade escolar e dos profissionais que atuam nos diversos segmentos da saúde pública. Vale frisar que as ações usam como parâmetro a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e poderão, também, ser trabalhadas de forma interdisciplinar. 

Devido à pandemia do novo coronavírus, a coordenação do PSE constatou a necessidade de adotar medidas cautelares junto às escolas da rede estadual, para conter a disseminação da doença nesses espaços. Por este motivo, foi liberado recursos para a compra de materiais que possibilitem a prevenção da Covid-19 nos espaços de aprendizagem e, em breve, outros também devem receber o mesmo suporte sanitário.

Ações 

O programa também consiste em fortalecer a relação entre as redes públicas de saúde e educação, através de ações como o combate ao Aedes Aegypti; a promoção da segurança alimentar, o estímulo às atividades físicas e o lazer nas escolas; ações de prevenção ao consumo de álcool e drogas; além do incentivo à cultura de paz, cidadania e direitos humanos, entre outros procedimentos.

De acordo com a assessora técnica da CAEC, Maria José Carvalho, “o programa consiste em levar diversas ações de saúde para as escolas e a Seduc, assim como os demais entes governamentais, está profundamente envolvida em todo o processo. Atualmente, 13 iniciativas estão sendo realizadas no município de Belém, e a tendência é que esta ação seja expedida para mais unidades de ensino, em todo o Pará”, ressaltou a especialista.

A gestora da 1ª Unidade Seduc na Escola (USE), Carmen Dias, afirmou que o projeto tem sido fundamental para garantir mais qualidade de ensino nos espaços de aprendizagem, por meio de iniciativas pedagógicas, sociais e de saúde, para toda a comunidade escolar da rede estadual.

“Estamos felizes com a entrega dos materiais de higiene para nossas unidades de ensino. O ‘Projeto Saúde na Escola’ tem sido de grande importância para garantir a proteção dos alunos e da comunidade em geral. As iniciativas que promovem um bem comum, aliado à saúde, educação e segurança, são pilares essenciais para a preservação da vida e nós esperamos que essa iniciativa tenha continuidade”, frisou Carmem Silva.

Programa Saúde na Escola

Criado em 2007, o Programa Saúde na Escola (PSE) visa à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população brasileira. A iniciativa tem como objetivo, contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.

O público beneficiário do PSE são os estudantes da Educação Básica, gestores e profissionais de educação e saúde, além de toda a comunidade escolar. As atividades do programa ocorrem nos territórios definidos segundo a área de abrangência das Estratégias Saúde da Família (Ministério da Saúde), tornando possível o exercício de criação de núcleos e ligações entre os equipamentos públicos da saúde e da educação (escolas, centros de saúde, áreas de lazer como praças e ginásios esportivos, etc).

A partir de 2013, com a universalização dessa política pública, todos os municípios brasileiros ficaram aptos a participar da iniciativa, desde que realizassem a correta adesão. No estado do Pará, todos os 144 municípios aderiram ao PSE e 357 escolas da rede pública estadual estão pactuadas no referido programa, sendo 27 delas, em Belém.  

Texto: Vinícius Leal, com a colaboração de Marx Vasconcelos (Ascom/Seduc)

Por Governo do Pará (SECOM)