Mais de 220 famílias de Ourém são beneficiadas pelo programa 'Sua Casa'

16/11/2021 16h08 - Atualizada em 16/11/2021 16h31

O governador Helder Barbalho contemplou 224 famílias da cidade de Ourém, no nordeste do Pará, com o programa habitacional “Sua Casa”, que concede até R$ 21 mil para construção, reconstrução e ampliação de residências para famílias em vulnerabilidade social do município. A entrega dos cheques ocorreu hoje (16) durante a realização de extensa agenda no município.

“As famílias que receberam hoje o 'Sua Casa', moravam em situação precária, sem condições ou de aluguel, mas que agora conseguem ver um horizonte melhor. Peço que vocês usem o recurso de forma adequada, e contratem o pedreiro, carpinteiro daqui da cidade, Vamos fazer o dinheiro circular aqui na cidade”, destacou Helder Barbalho. 

Nivaldo Guedes - lavradorSeu Nivaldo Guedes é lavrador e conta que com a ajuda recebida vai transformar positivamente o lar da família dele. “Eu estou animado, moro numa casa de barro e agora vamos construir outra, mas de alvenaria. Aqui, muitas pessoas estão agradecidas com essa ajuda”, frisou o trabalhador rural. 

O recurso concedido pelo “Sua Casa”, por meio da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), está sendo expandido para todas as regiões. Segundo estimativas da Cohab, o benefício já contemplou mais de 80 mil pessoas, no período de 2019 até setembro de 2021, em todo o território paraense.

Orlando Reis, presidente da Cohab, explica que “Estamos investindo cerca de R$ 2 milhões na ação de hoje, para que as famílias possam adquirir o material de construção, mas também estamos ajudando os moradores no pagamento dos pedreiros. Isso ajuda a trazer mais dignidade aos lares”.

Para receber os benefícios, os interessados devem atender a critérios estabelecidos em lei. Após a inscrição, a Cohab seleciona gradativamente os candidatos com base na ordem de prioridades previstas nas diretrizes do programa. À medida que os candidatos são selecionados, a equipe de engenheiros da Companhia inicia o processo de avaliação e diagnóstico das moradias. A próxima fase consiste na análise socioeconômica pelo setor de Assistência Social, quando os técnicos vão averiguar a real condição social dos candidatos.

Maria Helena Souza - lavradoraDona Maria Helena Souza, também foi contemplada, a moradora se emocionou ao contar que a casa de barro vai ficar no passado. “Eu sonho com a chegada desse momento, fico muito feliz. O programa é incrível, eu já tinha perdido a esperança, mas agora estou muito feliz. Tenho dois filhos comigo e tenho esperança que vou construir minha casa, era meu sonho”, contou.

Por Ronan Frias (COHAB)