Ioepa abre estande da 24ª Feira do Livro com intensa programação literária e cultural

Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa) fará lançamentos literários entre outras atividades na 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes

29/11/2021 16h17 - Atualizada em 29/11/2021 16h35

Estande da Ioepa em edição anterior da Feira Pan-AmazônicaLançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte que será servido aos visitantes que forem ao estande da Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa), durante a 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, de 1º a 5 de dezembro, das 9h às 21h.

A participação da Ioepa na Feira do Livro e das Multivozes terá o lançamento de 30 livros – produzidos pela Editora Pública Dalcídio Jurandir e/ou em parceria com autores que elegeram a Imprensa Oficial para lançar suas obras. O estande da Imprensa Oficial terá também oficinas de origami e quadrinhos, contação de histórias, teatro de bonecos de miriti com o grupo Folhas de Papel, espaço para desenhos livres e pintura de rosto para crianças.

O tema da Ioepa nesta Feira Pan-Amazônica é “Juventude, Sustentabilidade e Literatura”, que se somará aos pilares da feira: “Juventude, Tecnologia e Inclusão”. O estande institucional medirá 20m² e abrigará as ações do projeto Portal do Conhecimento, a Editora Dalcídio Jurandir, a Loja da Ioepa e um local para lançamentos de livros.

PRÊMIO - Um dos carros-chefes da edição deste ano será o lançamento dos 11 livros vencedores do Edital de Literatura Prêmio Dalcídio Jurandir, das seis obras do Edital da Universidade do Estado do Pará (Uepa), além dos lançamentos de parcerias importantes como as da Secretaria de Cultura do Estado do Pará (Secult), Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) e Tribunal Regional do Trabalho (TRT-8).Ieopa atrai grande público nas edições da Feira Pan-Amazônica, em Belém (foto / arquivo)

Outro destaque desta Feira do Livro, de acordo com Moisés Alves, coordenador e editor da editora da Ioepa, será a certificação dos ganhadores do Prêmio Dalcídio Jurandir, que ocorrerá no dia 4 de dezembro (sábado), às 17h30, na Arena Multiuso. “Por conta da pandemia tivemos que adiar o lançamento dos livros do edital para este ano. Mas alcançamos o objetivo que foi fazer um edital democrático e inclusivo, com autores de 10 das 12 regiões do Pará”, informou Moisés Alves.

Moisés Alves lembrou que a primeira edição do edital foi lançada na 23º Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, em agosto de 2019, após a assinatura do decreto do governador Helder Barbalho, que instituiu a Política Pública de Edições e Publicações de Livros do Estado do Pará. O certame teve mais de 130 inscritos, que passaram por uma habilitação, que selecionou 70 autores e, depois, a comissão julgadora avaliou o mérito das obras, para chegar ao resultado final, com 10 selecionados em prosa e com vários autores em uma coletânea de poesias. Ele anunciou o lançamento do próximo edital. “Em 2022, na próxima feira, vamos lançar a segunda edição do Edital de Literatura Prêmio Dalcídio Jurandir”, disse

DESTAQUES – Entre os destaques deste ano, o presidente da Ioepa, Jorge Panzera, citou dois livros que abordam questões voltadas ao trabalho, mas sob óticas diferentes: “Trabalho infantil: uma análise do discurso de crianças e de adolescentes da Amazônia paraense em condição de trabalho”, da professora e pesquisadora Ana Paula Vieira e Souza, e “Amazônia: Globalização e Trabalho”, de Jeferson Bacelar, Giusseppe Mendes e Pastora Leal.

“O primeiro é uma pesquisa profunda sobre a exploração da mão de obra infantil em nosso Estado e o segundo é comemorativo às quatro décadas de magistratura e magistério de Georgenor de Souza Franco Filho, com mais de 40 autores e co-autores, a maioria ligados ao Direito do Trabalho, mas como o próprio título diz, a obra se propõe a discutir assuntos relativos à Amazônia”, informou Panzera. Os livros serão lançados no primeiro dia da feira (1º de dezembro), às 15h (Trabalho Infantil) e às 21h (Globalização e Trabalho).

Ainda no dia 1º do evento, o estande da Ioepa abriga o lançamento, às 16h30, da obra “A Madona de Plácido: História do Círio de Nazaré”, de J.R. Ribeiroh, definido pelo autor como um livro que revela aspectos profanos da maior festa cristã da Amazônia.

LIVROS INFANTIS - O Portal do Conhecimento estará presente na 24ª Feira do Livro e das Multivozes, com uma programação diversificada para crianças, jovens e adultos. Além de oficinas de quadrinhos e origami, saraus, teatro, contação de histórias e leituras dramatizadas, pinturas de desenhos e atividades pedagógicas, os visitantes também poderão contribuir com a campanha “Doe Livros, Doe Conhecimento”, depositando livros usados no ponto de arrecadação, em frente ao espaço infantil.

O projeto tem ainda uma meta a ser alcançada nesta Feira do Livro: aumentar a arrecadação de livros infantis da campanha. Sandra Batista, coordenadora do projeto, diz que há uma carência enorme desse tipo de livro nas doações feitas pelo Portal do Conhecimento às escolas municipais e bibliotecas públicas, públicos-alvo do projeto. “O projeto terá no estande uma caixa coletora para arrecadação de livros e estamos pedindo às pessoas que levem obras da literatura infantil, que é nossa grande carência na hora de atendermos nossas demandas”, explicou Sandra Batista

SERVIÇO

A 24ª Feira do Livro e das Multivozes ocorrerá pela primeira vez na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, na avenida Augusto Montenegro, de 1º a 5 de dezembro, de 9h às 21h. Entre as principais orientações repassadas, estão os protocolos de segurança e sanitários para esta edição. Um dos destaques foi o fluxo limitado a 1.000 pessoas, por vez, circulando no espaço, para evitar grandes aglomerações. Antes do acesso geral ao espaço da Feira, que será feito por duas grandes entradas, as pessoas passarão por um rigoroso processo de triagem, como checagem de temperatura e conferência das doses de imunização (carteira de vacinação completa).

*Texto de Ailson Braga (Ascom Ioepa)

Por Governo do Pará (SECOM)