Vila Cupu recebe, pela primeira vez, ação de cidadania do Governo do Estado

Emissão de documento e a retificação de certidão de nascimento foram os serviços mais procurados por moradores da comunidades e de localidades próximas nesta sexta (10)

10/12/2021 15h12 - Atualizada em 10/12/2021 15h33

No dia em que se comemora os 73 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a Sejudh realizou na vila do Cupu, no município de Marabá, nesta sexta-feira (10), uma grande Caravana de Cidadania e Direitos Humanos. A emissão de documento e a retificação de certidão de nascimento foram os serviços mais procurados por moradores da comunidades e de localidades próximas. 

Nesta primeira vez que a vila Cupu recebeu uma ação de cidadania, foi promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça e Direitos (Sejudh), e que contou com a parceria da Polícia Civil e da Defensoria Pública do Estado, quase 300 atendimentos foram realizados, na localidade que fica a mais de 250 quilômetros distante da sede de Marabá.

Daniel da Luz foi garantir a primeira via do documento de identidade das filhas gêmeasDaniel da Luz veio acompanhar as filhas gêmeas, Tálita e Taís Sousa, de 11 anos, para garantir a primeira via da carteira de identidade. “Estou muito feliz com a possibilidade de garantir a identidade das minhas filhas na própria vila onde eu moro”, afirmou. 

Nos 73 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o documento reforça a importância de direitos civis e políticos garantidos às pessoas, como o direito à vida, à liberdade, liberdade de expressão e privacidade. Ela também inclui os direitos econômicos, sociais e culturais, como o direito à segurança social, à saúde, à cultura e à educação.

No Pará, a pasta de Justiça e Direitos Humanos é responsável pela criação, planejamento e articulação de políticas públicas estaduais para o povo paraense. A Sejudh defende e atua em valores que são raízes para o bem comum, como a cidadania. Nos 73 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, Sejudh trabalha no fortalecimento de políticas públicas

Janaína Alves, de 16 anos, também foi à procura da primeira via da carteira de identidade. Moradora da vila do Maranhense, ela explica que vai poucas vezes à cidade, o que sempre dificultou o acesso à documentação básica. “Nunca imaginei uma ação como essa bem próxima da minha casa. Ir a Marabá é sempre muito custoso e consegui em poucos minutos meu primeiro documento”, disse. 

As carteiras de identidade que estão sendo emitidas na Vila Cupu serão entregues à comunidade no mês de janeiro de 2022. A ação na comunidade ocorre ainda neste sábado (11). No próximo domingo, será a vez da vila Cruzeiro do Sul, em Itupiranga. Na semana que vem, a cidade de Novo Repartimento também receberá a Caravana de Cidadania e Direitos Humanos. 

Por Gerlando Klinger (SEJUDH)