Cosanpa completa 51 anos com ampliação de programas sociais e investimentos em estrutura

São 128 mil famílias cadastradas no maior programa de fornecimento de água gratuita paga pelo Governo. Só em Belém, mais de 95% das redes novas de água já foram implantadas por meio da execução de obras

21/12/2021 12h13 - Atualizada em 30/12/2021 22h53

A Companhia de Saneamento do Estado do Pará (Cosanpa) chega, nesta terça-feira (21), a pouco mais de cinco décadas de prestação de serviços de abastecimento de água e tratamento de redes de esgoto para os paraenses dos 144 municípios que compõem o estado.

A comemoração vem em um momento desafiador, diante dos reflexos ainda vividos por conta da pandemia de Covid-19. Mesmo com atrasos de fornecedores - por conta da falta de matérias primas -, perdas de funcionários para a doença e diminuição na arrecadação pelo aumento da inadimplência, a Cosanpa manteve os sistemas de abastecimento de água e coleta de esgoto em funcionamento para atender à população. 

“A Cosanpa avançou bastante em 2021, mesmo diante de todas as dificuldades que temos enfrentado com a pandemia que ainda nos assolou este ano, foi um ano com um grande êxito, em que criamos um programa muito importante para o nosso Estado, o Água Pará. Temos 128 mil famílias cadastradas no maior programa social de fornecimento de água gratuita paga pelo Governo do Estado”, disse o titular da Companhia, José Antonio De Angelis.

Programas

Em setembro a Cosanpa teve um grande marco, quando foi lançado o programa de transferência de renda “Água Pará” para beneficiar famílias de baixa renda com o custeio da conta de água. O Governo do Pará paga o consumo de até 20 metros cúbicos (equivalente a 20 mil litros de água) por mês e as famílias recebem as contas quitadas. Mais de 128 mil famílias paraenses já estão sendo beneficiadas pelo programa. Segue em andamento, também, o programa Caixa D’Água Para Todos, em que o Governo distribui e instala reservatórios residenciais de 500 litros para famílias carentes, na Região Metropolitana de Belém. 

Ruhelene Silva, é uma das beneficiadas pelo programa e tem recebido a sua conta zerada. Ela contou que isso vai auxiliar muito na economia da sua casa. “O Água Pará será uma ótima ajuda para minha família, com o dinheiro que eu pagava a água, agora irei usar para comprar comida, assim melhorando um pouco a qualidade de vida da minha casa. Queria agradecer a Cosanpa e principalmente ao governador, muitos governantes passaram e não fizeram o que ele tem feito por nós”, declarou a dona de casa.

Ampliação

Com o apoio do Governo do Estado, em maio de 2021, foi entregue o setor de abastecimento de água do bairro Livramento, em Santarém, que faz parte da obra de ampliação do sistema de água do município do Baixo Amazonas. O investimento totaliza R$ 150 milhões na perfuração de seis poços, construção de cinco reservatórios e 300 km de novas redes para ampliar o abastecimento de água para mais de 20 bairros.

Moradora do bairro há 20 anos, Eliete Soares, agradeceu “Muito agradecida a Deus pela água da Cosanpa. Todos os dias abro a torneira e temos água em nossa casa. Antes a gente pagava R$ 100,00 por mês e éramos muito humilhados pelos donos do poço, e ainda deixavam as famílias sem água. Agora não temos do que reclamar".

O presidente da Cosanpa também ressaltou o balanço positivo do programa Caixa D’água Para Todos “Depois de mais de um ano em andamento, o programa Caixa D’água Para Todos já beneficiou mais de 10 mil famílias da região metropolitana de Belém. O programa tem a meta de distribuir e instalar caixas d’água. E estamos estudando ampliar cada vez mais o programa para beneficiar mais paraenses”

O programa atende os moradores da Pedreira, Marco, Curió-Utinga, Guamá, Jurunas, Sacramenta, Barreiro, Telégrafo, Terra Firme, Condor, Cremação, Bengui, Mangueirão, Tapanã, Pratinha, Parque Verde, além dos distritos de Icoaraci, Outeiro e Mosqueiro.

“Foi de grande valia esse projeto, principalmente, quando falta água. É uma forma de armazenar, joga direto na nossa tubulação, evitando aquele transtorno de ficar atrás de água, andando com balde pela rua. Isso tudo acaba com a caixa d’água”, explicou Waldiney Tavares, morador do bairro da Pedreira e um dos beneficiados pelo programa.

Investimentos

Os investimentos para melhorar o saneamento no Pará só aumentam desde 2019. Em Belém, mais de 95% das redes novas de água já foram implantadas em uma obra que irá reduzir as perdas de água e melhorar o abastecimento em mais de 20 bairros. O Complexo Bolonha, que abriga a maior Estação de Tratamento de Água (Eta) do estado, também segue em obras, assim como a maior estação de tratamento de esgoto (Ete) do Pará. A ETE Una, no bairro do Telégrafo, terá capacidade para tratar 275 litros de esgoto por segundo. O investimento é de mais de R$ 84 milhões no empreendimento. A previsão é de que a obra seja concluída no segundo semestre de 2022.

“Estamos com 13 obras em andamento, sabemos dos transtornos que algumas delas acabam causando, mas quero ressaltar que são obras para melhorar a qualidade e quantidade de água para nossa população. Agradeço muito ao apoio do governador Helder Barbalho, que tem investido incansavelmente em nossa Companhia, focando sempre me melhorar a qualidade de vida dos paraenses”, finalizou De Angelis.

No bairro Águas Lindas, em Ananindeua, moradores serão beneficiados com as obras de ampliação do sistema de abastecimento de água. Os sistemas de Breves, Castanhal, Monte Alegre, Soure, Oriximiná, Faro, Santarém, Alter do Chão e Alenquer também estão sendo ampliados.

Por Bianca Buenaño (COSANPA)