Sedeme e Codec têm parcerias para impulsionar o cenário econômico do Pará

Os órgãos estaduais desenvolvem ações estratégicas para a estruturação da produção a fim de agregar valor e gerar mais renda e empregos à mão de obra local

23/12/2021 13h54 - Atualizada em 23/12/2021 14h49

A capacitação da mão de obra tem incentivo do Parcerias pelo ParáAtuar pelo fortalecimento do setor produtivo no Pará, garantindo a melhoria contínua do ambiente de negócios e a priorização da geração de empregos e renda são os principais objetivos das pastas de desenvolvimento econômico da gestão estadual. Em 2021, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e a Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) promoveram uma série de ações para criar mais oportunidades econômicas nos territórios do Estado.

Foram diversas iniciativas em favor da economia paraense, com destaque para a apresentação, pela Sedeme, ao longo do ano, do projeto da Ferrovia do Pará a prefeitos e vereadores de 12 municípios relacionados com o trajeto ferroviário do projeto, além do desenvolvimento de um novo estudo para a implantação da Ferrovia - um passo importante em direção à implementação do projeto que visa a beneficiar o escoamento da produção minerária e de grãos do Estado. Outro relevante avanço para a infraestrutura logística do Pará foi a publicação da licitação para o desenvolvimento de estudos de viabilidade para a construção da ponte Belém-Barcarena, com uma extensão de 18 km.

Atenta à importância de colaborar com negócios que contribuem com a economia paraense, a Sedeme, por meio da Secretaria Operacional da Comissão da Política de Incentivos do Pará (Secop), incentivou um total de 20 empreendimentos. Destes, 17 novos negócios atraídos pela gestão estadual, que tem obtido êxito no apoio a empreendimentos que gerem mais empregos e renda no Estado.Sedeme e Codec dialogam com todos os setores econômicos

PARCERIAS PELO PARÁ

Em 2021, a Sedeme intensificou presença nos municípios do Estado, por meio de programas como Parcerias pelo Pará, Sedeme Itinerante e Na Fábrica, que levaram para, ao menos, oito Regiões de Integração do Estado propostas de parceria com prefeituras, todo o conjunto de serviços disponíveis na secretaria, além de aproximação para o fortalecimento de negócios que contribuam para aquecer a economia paraense.

Entre as iniciativas, ainda constam um Acordo de Cooperação Técnica celebrado com a Agência Nacional de Mineração (ANM), de maneira inédita no País; também, a realização de visitas técnicas aos municípios de Novo Progresso, Itaituba, São Félix do Xingu e Parauapebas, intensificando a agenda estadual em benefício do setor e aumentando a relevância e valorização da produção minerária no Estado.

ENERGIA E NOVOS NEGÓCIOS

A Sedeme também dedicou esforços, no ano de 2021, para assegurar energia às áreas rurais do Estado, por meio do Programa de Inclusão Socioeconômico (PIS). A iniciativa do Governo do Pará é responsável por investimentos superiores a R$ 39 milhões, com 44 obras já autorizadas no Estado.

Durante o ano, a pasta também trabalhou para fomentar a cadeia produtiva da pimenta-do-reino e fortalecê-la no mercado externo, por meio de orientações a produtores e compradores sobre boas práticas, visando a realização de uma missão internacional de mercado para trabalhar o produto na União Europeia.

A Secretaria também atuou para elevar o desenvolvimento da industrialização de cosméticos e fitoterápicos produzidos no Estado, acompanhando duas empresas paraenses na Beauty Fair, 2º maior evento do setor no mundo, realizado em São Paulo (SP), em novembro.

COOPERATIVAS E INDÚSTRIAS

O cooperativismo também foi fortalecido pela gestão estadual este ano, após o Governo do Pará instituir o Conselho Estadual de Cooperativismo (Cecoop) e, sob a coordenação da Sedeme, dar início a uma intensa agenda de formulação de políticas públicas na área, buscando desenvolver as cooperativas do Estado a partir de linhas de crédito com o Crédito do Produtor, que, em 2021, concedeu crédito a cooperativas no valor superior a R$ 2 milhões.

Em 2021, a Codec atuou junto a 15 municípios e 16 novos empreendimentos industriais, por meio dos programas de Capacitação em Atração de Negócios e de Fortalecimento do Segmento Produtivo Local. Com o objetivo de fortalecer atividades produtivas com base nas potencialidades de cada município e atrair investimentos ao Pará, a Companhia atendeu 26 empreendimentos e mais de 170 potenciais investidores, que vão injetar  mais de R$ 400 milhões no Pará.

Completam as atividades da Codec em 2021, a realização de Seminários de Desenvolvimento Local, a elaboração de Diagnósticos Socioeconômicos, Manuais de Políticas Públicas e Guias do Investidor Municipal, com destaque também para o incentivo à bioeconomia, sustentabilidade e energias renováveis, incluindo a síntese e produção de metanol e querosene de aviação e refino de produtos derivados de petróleo com distribuição para os mercados nacional e internacional.

INCLUSÃO SOCIAL E ECONÔMICA

O Fundo Esperança, Incentiva + Pará e o Renda Pará, programas que visam a diminuir os efeitos negativos da pandemia na economia paraense, também contaram com o trabalho operacional da Sedeme.

A Secretaria ofertou cursos para sete territórios de Belém e Região Metropolitana (Cabanagem, Guamá, Bengui, Terra Firme, Jurunas, Icuí- Guajará e Nova União), por meio do programa Territórios Pela Paz (TerPaz), nas áreas de gastronomia, moda estética e cosméticos, joalheria, artefatos em juta e beneficiamento do açaí.

No total, foram capacitadas mais de 90 pessoas com cursos que oportunizaram meios para geração de renda e colaboraram, ainda, com a diminuição de índices de vulnerabilidade e exclusão social. 

Por Igor Nascimento (SEDEME)