Detran e Batalhão Rodoviário alertam sobre segurança nas estradas durante o réveillon

Cerca de 1.500 infrações já foram computadas pelo Detran/PA durante a Operação "Boas Festas". A maioria delas é a falta do uso de capacete

29/12/2021 07h00 - Atualizada em 29/12/2021 10h27

Quem vai pegar a estrada para curtir o réveillon, além do uso de máscaras, álcool gel e um plano de vacinação completo, também deve adotar uma série de cuidados para ter uma viagem segura. Por conta disso, o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA) e o Batalhão de Polícia Rodoviária da Polícia Militar alertam para os principais cuidados para quem quer curtir a festa de final de ano em praias e balneários do estado.

O primeiro passo é ter a documentação do veículo e do condutor em situação regular.  

“A fiscalização é um modo preventivo para não acontecer o que que a gente mais teme: acidentes e mortes no trânsito. O trabalho dos setores de Fiscalização juntamente com a Educação vem de modo a prevenir esses tipos de ocorrências. Nós estamos com equipes de Operação no Trânsito e Educação no Trânsito a postos para orientar as pessoas que estão chegando nos balneários e praias e dar as orientações necessárias para que a gente possa ter maior segurança ao dirigir neste período”, esclareceu Bento Gouvêia, diretor técnico-operacional do Detran/PA. 

Antes de ligar o carro ou moto, é preciso ter certeza das condições de trafegabilidade do veículo e do condutor. Lembre que uma pane mecânica ou falta de combustível são consideradas infrações de trânsito e podem resultar em multas. O fundamental é fazer uma revisão ao menos de itens essenciais: combustível, água, óleo, pneus (sem nunca esquecer do estepe), limpadores de para-brisas, ferramentas, faróis e equipamentos de segurança (cadeirinha se houver crianças).

Na estrada, a atenção tem de ser redobrada. A distância de segurança entre um veículo e outro deve ser de aproximadamente nove metros para velocidades mais altas. Todos devem usar cinto de segurança, ou cadeirinha no caso das crianças; não exceder a velocidade da via; não fazer ultrapassagens em locais proibidos (aclives, declives e faixas divisórias de pista contínuas); não conduzir animais soltos; não levar passageiros no compartimento de bagagem e nem bagagem solta no compartimento de passageiros. O número de passageiros máximo deve ser respeitado. E, nunca, em hipótese alguma, dirigir depois de beber. Este é considerado um dos maiores, senão principal fator de risco nessa época.

Ao ocorrer uma falha mecânica, é necessário encostar o carro o máximo possível no acostamento (ou às margens da pista, caso não haja acostamento) e colocar o triângulo de sinalização pelo menos a 10 metros de distância. Se houver um certo risco ou for necessário chamar um guincho, é possível solicitar apoio policial pelo telefone 190 se a área for muito isolada ou perigosa sinalização, e não trafegar nos acostamentos.

 

Balanço

Cerca de 1.500 infrações já foram computadas pelo Detran/PA durante a Operação "Boas Festas". A maioria delas é a falta do uso de capacete. Mais de 20 atendimentos pelo crime de alcoolemia foram realizados, sendo sete prisões. Quatro acidentes na BR-316 e um com vítima fatal na PA-391(estrada de Mosqueiro) foram registrados neste período.

O Batalhão de Polícia Rodoviária, da Polícia Militar, continuará atuando em parceria com o Detran, nas estradas do Pará com suporte de efetivo em viaturas e motocicletas durante o período do réveillon. 

Atualmente o BPRV atua em 21 Postos de Controle Rodoviário por meio das ações ostensivas em pontos estratégicos denominada Visibilidade; Identificação Veicular designada em fiscalizar e controlar os acessos às rodovias e em operações conjuntas com o Detran, por meio de ações educativas e preventivas quanto ao não consumo de teor alcoólico dos condutores. 

No total, mais de 120 policiais militares estão envolvidos na operação, com maior efetivo destacado para o distrito de Mosqueiro e Salinópolis. 

“As ações são planejadas para atendermos aos 21 Postos de Controle Rodoviário. No período, Salinas e Mosqueiro recebem maior aparato de atuação conjuntamente com o Detran, seja no Posto Rodoviário e especialmente no curso das rodovias, também contando com suporte dos equipamentos tecnológicos de busca veicular e regulador de velocidade”, explicou o major Armando Jofre, subcomandante do BPRV.

Por Cristiani Sousa (SECOM)