Polícia Militar envia tropas de reforço para auxiliar famílias desabrigadas em Marabá

Os militares vão atuar em várias ações, como o cadastramento de famílias vulneráveis no Programa "Recomeçar", do governo do Estado

14/01/2022 20h14 - Atualizada em 15/01/2022 09h38

A Polícia Militar envia, na noite desta sexta-feira (14), tropas do Comando de Missões Especiais, sediado em Belém, para o município de Marabá, na região Sudeste, a fim de reforçar o apoio às famílias desabrigadas e desalojadas em decorrência das fortes chuvas e das cheias dos rios que atingem a região. A PM vai auxiliar o Corpo de Bombeiros Militar e a Defesa Civil do Estado no cadastramento das famílias para acesso ao benefício do Programa “Recomeçar”, já autorizado pelo governador Helder Barbalho.Militares da Rotam participam do reforço na segurança enviado a Marabá pelo governo do Estado

Cinco viaturas, com 20 militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Batalhão de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam), Batalhão de Ações com Cães (BAC) e Regimento de Polícia Montada (RPMont), partem à noite para Marabá, e irão se juntar às equipes da 1ª Companhia Independente de Missões Especiais (1ª Cime) e do 4° e 34° Batalhões, unidades que atuam na região desde dezembro de 2021, quando as chuvas começaram a causar transtornos a centenas de moradores. Os policiais militares vão garantir segurança nos postos de triagem e cadastramento, para que as pessoas possam receber o apoio necessário.

“Há mais de duas semanas estamos empenhados no patrulhamento e na segurança dos abrigos que estão distribuídos em dez pontos de Marabá. Também auxiliamos por meio do patrulhamento fluvial, fazendo o remanejamento de pessoas, e atuamos no que for necessário à Defesa Civil”, explica o comandante de Policiamento Regional II, coronel Dayvid Sarah.

Os militares vão apoiar o cadastramento das famíliasAgora, com o envio de tropas do Comando de Missões Especiais, a Polícia Militar vai auxiliar, também, o cadastramento das famílias em situação de vulnerabilidade no Programa “Recomeçar”, do governo do Estado, que garante o benefício de um salário mínimo a famílias vulneráveis atingidas pelas enchentes. “Vamos atuar, a partir de agora, na segurança dos postos de triagem e no cadastramento de todos os desabrigados, para que eles possam ter acesso ao benefício. Nós estamos a cada dia aumentando a distribuição do nosso efetivo para atender, tanto na parte preventiva, para que se evite a violência, quanto na parte humanitária, em apoio à Defesa Civil”, complementa o comandante do CPR II.

Ainda de acordo com o coronel Dayvid Darah, a PM também apoiará a entrega de cestas de alimentos e o policiamento embarcado.

Texto: Taiane Figueiredo – Ascom/PM

Por Governo do Pará (SECOM)