Sectet lança novas oportunidades de fomento à inovação nos setores acadêmico e produtivo

Chamadas focam em prefeituras, ambientes de inovação e no setor de hortifruticultura

31/03/2022 10h15 - Atualizada em 31/03/2022 11h47

Um novo pacote de editais do StartUP Pará foi lançado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) durante programação que celebrou o encontro estadual da rede de Educação Profissional Tecnológica, em Belém.

Foram anunciados três editais e duas chamadas de projetos por adesão. As informações estão disponíveis na plataforma do programa https://startuppara.com.br/ e no site da Sectet. O StartUP Pará é uma iniciativa do governo estadual com recursos originários da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM).

O programa auxilia o desenvolvimento de ideias e empresas inovadoras, por meio de qualificação técnica e da possibilidade de investimento financeiro nas iniciativas selecionadas. A execução é realizada pela Sectet, pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e pela Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), com apoio técnico da Fundação Guamá.

As novas chamadas priorizam Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs), o setor de hortifruticultura e prefeituras, que poderão ter acesso a recursos estaduais para fomentar a inovação a nível municipal.

“Esse edital, em particular, é estratégico porque vai transferir recursos para prefeituras que queiram criar ambientes de inovação em suas cidades. Estamos transferindo protagonismo às prefeituras”, pontuou o titular da Sectet, Carlos Maneschy.

“Quando se investe em inovação há riscos, tenho certeza que teremos vários acertos. Essa região é vocacionada para fazer o Brasil ir para frente, investir aqui é tarefa de todos nós”, complementou Maneschy.

Os chamamentos se somam a outros três editais do programa que ainda estão com inscrições abertas: um para empresas inovadoras em Bioindústria, Tecnologia Educacional e Agroindústria alimentar (nº 004/2022), com inscrições até o próximo dia 28; outro para o público do TerPaz (nº 003/2022) e para mulheres (nº 008/2022), com inscrições até 25 de abril.

Novos editais

Municípios (nº 010/2022) - Seleção pública de parceiros operacionais municipais para apoio à criação de empreendimentos inovadores. O objetivo é reforçar a estruturação e a consolidação dos Sistemas Municipais de Inovação, de acordo com as estratégias do ecossistema estadual de inovação. E também aumentar a capilaridade da concessão de recursos de subvenção econômica (não reembolsáveis) às empresas paraenses com faturamento anual bruto de até R$ 4,8 milhões.

Os municípios interessados devem apresentar apenas uma proposta, formalizada através de carta de manifestação de interesse assinada pelo prefeito ou prefeita. Serão destinados até R$ 1 milhão por município e até R$ 50 mil por empresa, mais o valor proporcional à contrapartida municipal.

Laboratórios multiusuários (nº 011/2022) - Manutenção, operação e disponibilização de laboratórios multiusuários para estimular o uso compartilhado da estrutura por pesquisadores e empresários. O valor global da chamada é de R$ 10 milhões, com teto máximo de R$ 500 mil por proposta, desembolsáveis em até 12 meses.

A chamada é voltada para Instituições de Ensino e Pesquisa (IEP); Instituições Científica, Tecnológica e de Inovação (ICTs); Institutos ou Centros de Pesquisa e Desenvolvimento (públicos ou privados sem fins lucrativos); entidades públicas ou privadas (sem fins lucrativos) que ofereçam serviços especializados de suporte à pesquisa científica, tecnológica e de inovação; e empresas públicas que executem atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação.

Hortifruticultura (edital nº 013/2022) - O objetivo é incentivar a pesquisa ou a finalização tecnológica para responder aos principais problemas na dinamização do setor. Serão investidos R$ 3 milhões, com teto máximo de R$ 100 mil ou R$ 200 mil por proposta, dependendo da modalidade escolhida.

As propostas devem ser apresentadas por pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior – IES (públicas ou particulares sem fins lucrativos), ICTs ou por centros de pesquisa localizados no Estado do Pará, que exerçam atividade de pesquisa básica ou aplicada comprovada no seu regimento ou estatuto.

Projetos por adesão

Apoio a ambientes de inovação - R$ 5 milhões para implantação ou consolidação de ambientes de inovação em ICTs no estado do Pará, especialmente as voltadas ao desenvolvimento de bens e serviços que priorizem o uso sustentável da biodiversidade local.

São até R$ 150 mil para propostas de implantação de ambientes de inovação; e até R$ 100 mil para a manutenção e consolidação desses tipos de ambientes.

Living labs (laboratórios vivos) - Estruturação e gestão de ambientes colaborativos com infraestrutura para prototipação, realização de provas de conceito e testagem de produtos, serviços ou modelos de negócios de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), utilizando novas tecnologias com ênfase em Cidades Inteligentes e Agroindústria Alimentar. Serão concedidos R$ 10 milhões, sendo até R$ 500 mil por projeto, às ICTs selecionadas. 

Por Juliane Frazão (PCTGuamá)