CPH segue com obras de reconstrução do Terminal Hidroviário de Breves

O novo porto vai atender mais de 105 mil habitantes da região, promover o turismo e o desenvolvimento econômico da cidade

05/04/2022 08h57 - Atualizada em 05/04/2022 09h43

A Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH) segue com as obras de reconstrução e adequação do Terminal Hidroviário de Breves, no arquipélago do Marajó, que devem ficar prontas em 12 meses. O novo porto vai atender mais de 105 mil habitantes da região, promover o turismo e o desenvolvimento econômico da cidade, considerada “capital do Marajó”. 

“O município de Breves já merecia um obra digna e o Estado está investindo mais de R$ 11 milhões no porto. Temos certeza absoluta que, com a reconstrução do terminal hidroviário de Breves, ganha a população porque vai alavancar o escoamento da produção, o conforto e segurança no embarque e desembarque de passageiros que se deslocam pelo modal hidroviário para as cidades vizinhas e para a capital", frisa Abraão Benassuly, presidente da CPH.

No momento, os operários trabalham na execução de perfuração para reforçar o píer central já existente, concretagem de reforço estrutural da vigas, execução de emboço interno das paredes do galpão de cargas, e realizam o transporte das estacas para o local cravação. 

Projeto

Com a reconstrução e adequação, o terminal de passageiros terá sua área ampliada em mais de 700m², passando de 500,00m² para 1264,00m². Além disso, o porto também será contemplado com a construção de estação de transbordo de cargas de 164,00m²; recuperação, reforço estrutural e ampliação do pier de embarque e desembarque de (964m²) com inclusão do conjunto naval, passando para 1.365m².

A obra civil inclui ampliação da área do terminal para embarque e desembarque de passageiros, com salão refrigerado para 168 pessoas. A previsão é de construção de espaços para duas lanchonetes, quatro lojas para venda de artesanato, sala para órgãos do Estado, revisão elétrica e hidrossanitária, com banheiros para pessoas com deficiência; estação de tratamento de esgoto e subestação elétrica, entre outros itens

Já a obra naval prevê reforço estrutural do píer de concreto existente; recuperação do cais na frente do terminal; duas rampas metálica articuladas cobertas; e dois flutuantes cobertos para o embarque e desembarque de passageiros.

“O terminal hidroviário de Breves vai contar com um conjunto naval com rampas metálicas articuladas, flutuantes cobertos, sala de embarque e mirante com vista para o rio, é uma estrutura moderna e pensada para cidade, para o turismo, que vai oferecer conforto e segurança aos usuários”, completa Benassuly.

Por Bruno Magno (CPH)