UsiPaz Icuí-Guajará inicia segundo módulo de Robótica

Para fazer parte das turmas do curso de Programação e Robótica é preciso ter mais de 14 anos e, no ato da inscrição, apresentar original e cópia de RG, CPF e comprovante de residência

12/05/2022 14h02 - Atualizada em 12/05/2022 15h31

Cheio de ideias: é assim que está o farmacêutico Anderson Lauro, um dos participantes do segundo módulo do curso de Programação e Robótica, que está sendo oferecido na Usina da Paz Icuí-Guajará, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. As aulas iniciaram na manhã da última quarta-feira (11) na UsiPaz Icuí ministradas por instrutores ligados à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), dentro do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz). Anderson é morador do bairro há cerca de sete anos, contou que sempre se interessou pelo tema e tinha vontade de saber mais sobre o assunto.  

“Muitas coisas atuais que estão acontecendo estão necessitando dessa área da robótica, por isso, o meu interesse em aprender mais sobre programação e aliar ao meu conhecimento de Farmácia, para criar mecanismos de testagem de medicamentos diferentes do que são feitos hoje”, explicou.

O aluno também falou sobre sua nova percepção do bairro após a chegada do complexo comunitário no local. “Eu já moro uns sete anos no Icuí e via, antes, crianças trabalhando para tentar sobreviver e, com a Usina da Paz, que veio e trouxe vários cursos, ajudou muitas pessoas; o curso de robótica, culinária e panificação são grandes exemplos disso. Nem todo mundo tem dinheiro para pagar um curso”.

Aprendizados

Segundo o instrutor da turma, o professor Rainer Castro, durante o curso os alunos aprendem o que é a robótica, como surgiu e a importância da tecnologia em todas as áreas. Além disso, são introduzidos diversos componentes eletrônicos que compõem um robô.

“O módulo I é onde a gente começa a fomentar o processo criativo e aplica as metodologias educacionais usando as ferramentas de robótica que, associado a multidisciplinaridade do curso, que traz matemática, física e outras disciplinas integradas, ajudam eles criarem uma base para passar para o próximo módulo, ou seja, é fundamental que ele passe pela primeira etapa para que possa criar esse processo computacional e desenvolver isso num processo mais simples, em que ele vai começar a entender cada passo a passo. Para chegar no modulo II, ele vai pensar agora com esse conhecimento, construir algo de fato, com a assinatura deles, com a proposta deles e contextualizando com o mercado em que nós vivemos", detalhou o instrutor.

O professor ainda explicou sobre os caminhos que se abrem após a conclusão da jornada de 10 dias de casa etapa.

“A partir do momento que concluem, cursando direitinho as aulas, ele já está apto a ganhar o certificado equivalente a esta primeira fase, que habilita o aluno a trabalhar na sua escola como monitor na área de laboratório de tecnologia ou quem sabe até como um auxiliar de tecnologia dentro da sala de aula, ajudando o professor numa atividade educativa contextualizada, numa aula de física, matemática e outras disciplinas. Já no mercado, a partir do momento que ele conquista o certificado, ele já pode disputar oportunidades em vários processos seletivos que exigem nível médio técnico, para que ele possa ser também monitor, um possível instrutor numa Usina como essa”. Cada módulo tem duração de 10 dias com dois encontros por semana, gerando, ao final de cada ciclo, um certificado de qualificação", concluiu.

Moradora de um bairro vizinho à UsiPaz, a cerca de sete quilômetros, Jocelinda Yane, também é aluna do curso. Ela já imagina como as aulas poderão proporcionar a ela uma vida melhor. “O meu curso na universidade é sobre tecnologia e, com os cursos aqui da Usina, eu vi mais uma oportunidade pra me aprimorar nos meus estudos. Aqui consigo ver grandes chances de evoluir, criar robôs. Isso aqui é maravilhoso, não temos cursos gratuitos no mercado como a UsiPaz vem oferecendo, isso é muito bom pra gente ter uma nova visão de mundo, evoluir, agregar mais valor aos bairros da redondeza e também oportunidade de emprego”.

Para fazer parte das turmas do curso de Programação e Robótica é preciso verificar a disponibilidade de vagas junto à secretaria da UsiPaz de interesse, ter mais de 14 anos e, no ato da inscrição, apresentar original e cópia de RG, CPF e comprovante de residência.

Por Raiana Coelho (SEAC)