Segup deflagra operação integrada para prevenção e repressão de crimes

Forças de segurança atuam no patrulhamento ostensivo das ruas, na fiscalização do trânsito, entre outras ações estratégicas

13/05/2022 12h16 - Atualizada em 13/05/2022 13h06

Agentes das forças de segurança se concentram no Porto Futuro para iniciar a Operação Impacto A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) deflagrou de forma integrada, a “Operação Impacto”,  na manhã desta sexta-feira (13), com o objetivo de inibir e coibir a violência, além de manter a redução nos indicadores de crimes violentos na Região Metropolitana de Belém (RMB).  

A Operação envolveu quatro frentes e pontos estratégicos no Parque Porto Futuro e Arena Guilherme Paraense "Mangueirinho" em Belém; Ginásio de Esportes Almir Gabriel "Abacatão", em Ananindeua; enquanto que em Marituba, o encontro das forças de segurança foi na Praça Matriz, e ações seguem pelos bairros da RMB e vão entrar pela noite.  

A iniciativa da Segup envolve todos os órgãos do Sistema de Segurança Pública do Estado (Sieds), que juntos com as guardas e órgãos municipais de trânsito, atuam, dentro das suas atribuições, gerando forte impacto positivo à população, que têm maior visibilidade e segurança com as forças policiais nas ruas.

Policial fiscaliza transporte coletivos na manhã desta sexta-feira, na Grande Belém"Nós estamos investindo em integração, seja na base de dados das forças de Segurança, mas também em inteligência, tanto a artificial quanto a que envolve a capacitação dos nossos servidores. Portanto, a partir disso, temos praticado ações integradas para que juntos possamos coibir a criminalidade. Sabemos que estamos no caminho correto, pois estamos no quarto ano seguido de redução, porém a gente sabe que muita coisa precisa ser feita ainda. O que sempre vamos reiterar é que nós temos uma redução e que podemos trabalhar para que a violência reduza cada vez mais", enfatizou o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado. 

A Operação Impacto também envolve a fiscalização no trânsito da Região Metropolitana de BelémIntegração  

Um conjunto de ações preventivas e repressivas estão alinhadas e já estão sendo realizadas de forma integrada, bem como, isoladas, de acordo com a competência de cada instituição.   

Outras operações, já em andamento, serão reforçadas, a partir da operação Impacto como:  "Operação Tolerância Zero", "Duas Rodas" e Parador 27". Dentro as ações estão o reforço no policiamento e patrulhamento ostensivo nas ruas da RMB, com incursões em pontos e horários estratégicos; fiscalização no trânsito com barreiras fixas, para que se verifique veículos particulares e transportes coletivos; fiscalização em bares, casas noturnas e estabelecimentos comerciais; cumprimento de mandados judiciais, além de ações em combate à crimes sexuais contra crianças e adolescentes.  

Agente aborda mototaxista, entre as atividades de fiscalização da ação integrada, nesta manhã de sexta (13) O secretário Ualame Machado, reiterou, ainda, que, "aos finais de semana o fluxo de pessoas na ruas, bares e casas noturnas é maior, o que muitas vezes é onde aumenta as chances de que crimes ocorram, portanto com a operação juntamos todas as operações que já fazemos no dia a dia, para que por meio da "Duas Rodas" com abordagens de bicicletas e motocicletas que são utilizadas para praticar crimes, o embarque e desembarque dos ônibus, com a saída segura e chegada segura nos ônibus, a operação Lei Seca nos estabelecimentos, e todo o conjunto de ações que são feitas diariamente pelas forças de segurança, para que a gente possa dá a visibilidade pra população ver a presença da polícia e também dar mais ênfase em todas as ações nesse final de semana", concluiu.  

Participam da operação integrada, agentes das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Trânsito do Estado, departamentos de trânsito municipais e Guardas municipais dos municípios da Região Metropolitana. 

Por Roberta Meireles (SEGUP)