Fapespa lança publicações sobre a evolução do PIB e emprego formal no Pará

18/12/2015 18h45
Por Redação - Agência PA (SECOM)

Ocorreu nesta terça-feira (18), no auditório da Secretaria de Estado de Assistência Social, Emprego e Renda (Seaster), a última reunião do ano do Grupo Interestadual de Estudos e Análise Conjuntural, capitaneado pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará (Fapespa), com a participação de representantes de mais de 15 instituições, entre órgãos estaduais, agentes financeiros e outras entidades ligadas ao setor produtivo.

O destaque do encontro foi o lançamento das publicações “PIB Municipal Nova Série (2010-2013)” e “Relatório do Emprego Formal no Pará 2014”, apresentadas pelas diretoras de Estatística e de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas e Análise Conjuntural da Fapespa, Glaucia Moreira e Geovana Pires, respectivamente. Elas fizeram uma abordagem sobre os últimos resultados do comércio exterior, indústria e comércio varejista e sobre o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), calculado pela Fapespa.

Durante a reunião, o presidente da Fapespa, Eduardo Costa, falou sobre a importância do compartilhamento de dados técnicos no grupo durante este ano. “Ao criarmos este espaço interinstitucional de articulação e troca de informações, buscamos contribuir ainda mais nesse processo de desenvolvimento do Estado, a partir de estudos que possam subsidiar o planejamento e a formulação de políticas públicas setoriais por parte do governo estadual”, disse Eduardo Costa. “A participação maciça das instituições públicas e privadas nas reuniões tem sido fundamental para pensarmos coletivamente nossas ações em prol do Estado do Pará”, completou.

O secretário adjunto da Seaster, Everson Costa, destacou a necessidade de reforçar a integração entre secretarias para a promoção de políticas fortes e articuladas. “No mercado de trabalho podemos, por exemplo, investir ainda mais no campo do empreendedorismo, fomentando a incubação de empresas para atração de investimentos no Estado, além de incentivar outras ações que já vêm sendo promovidas pelo governo estadual, como o Pacto pela Produção e Emprego e o Plano Estadual de Qualificação Profissional”, detalhou Everson Costa.

Segundo a secretária adjunta de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Maria Amélia, a expectativa é que o grupo se fortaleça e amplie as discussões sobre a economia do Estado. “São essas informações que partilhamos neste grupo que nos permitirão fazer ajustes no modelo econômico do Estado, a fim de dar tratamentos diferenciados às atividades estratégicas para a nossa economia, e, nesse sentido, os indicadores da Fapespa são importantes dentro da lógica de planejamento, pois nos ajudam a mensurar e avaliar melhor o que é prioritário para o Estado do Pará”, concluiu.