Sectet firma acordos com o Sistema S para impulsionar a formação profissional no Pará

15/09/2015 14h45

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) assinou nesta segunda-feira, 14, três importantes acordos de cooperação técnica envolvendo o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A formalização das parcerias visa à formação técnica e tecnológica de mão-de-obra para o desenvolvimento socioeconômico sustentável do estado do Pará.

A ação reflete os objetivos da Sectet de promover, coordenar e executar programas de formação profissionalizante nos níveis técnico médio, tecnológico superior e de pós-graduação, formação inicial e continuada, de qualificação e certificação de habilidades profissionalizantes. “Para gerar empregos e contribuir para o desenvolvimento econômico do Estado é preciso que os cursos profissionalizantes atendam às necessidades do mercado de trabalho. Por isso estamos somando esforços com o ‘Sistema S’, porque queremos ser um facilitador e apoiador dos projetos focados na qualificação dos paraenses”, justificou o titular da Sectet, Alex Fiúza de Mello.

Pela parceria com o Senai, o acordo prevê a realização de ações conjuntas para solucionar os gargalos de recursos humanos qualificados e especializados para os setores têxtil, joalheria, calçados, mineração, metal mecânica, automação industrial, construção civil e alimentos. Para o diretor regional do Senai, Gerson Peres, o atraso do ensino profissional no Pará é imenso e o governo do Estado, ao priorizar a implantação de uma política para o setor, está no caminho certo para superar a defasagem.

Com o Senac, o acordo assinado tem como objetivo realizar ações conjuntas para o incremento da formação profissional, inovação e transferência de tecnologia para os setores de comércio de bens, serviços e turismo. Segundo o presidente do Conselho Regional do Senac, Sebastião de Oliveira Campos, o acordo com a Sectet será importante na identificação de demandas e na criação de novos cursos com conteúdos que contemplem as expectativas do setor produtivo.

Já o acordo firmado com o Senar busca desenvolver ações de interesse comum focadas na formação profissional das pessoas do meio rural. O presidente do Conselho Administrativo do Senar, Carlos Fernandes Xavier, destacou que o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural já atua na formação de técnicos agrícolas e profissionais do campo, mas acredita que a união com a Sectet possa ampliar os projetos.

Por Redação - Agência PA (SECOM)