Mais de 100 famílias recebem Cheque Moradia em Pau D'Arco e Redenção

09/02/2015 09h09

Na manhã deste domingo, 8, no Centro Poliesportivo da Praça Maria Conceição Correia, município de Pau D’Arco, sudeste do Estado, 45 famílias receberam o Cheque Moradia, benefício concedido pelo programa habitacional do Governo do Estado, durante cerimônia presidida pelo vice-governador do Estado, Zequinha Marinho.

Ana Paula da Silva Souza, 20 anos,  grávida, foi uma das beneficiadas. Ela estava preocupada com o pouco espaço que dispunha em sua casa, principalmente com a vinda de mais um membro para a família. Sua residência resume-se a dois cômodos de madeira onde vivem ela, o marido e a filha de três anos. “Ao saber que eu receberia o Cheque Moradia foi uma alegria só, por que meu marido ganhou um lote e pretendemos construir a nova casa lá, no bairro do Paraíso”, relatou.

Para o vice-governador Zequinha Marinho, a entrega representa a vontade do Governo de dar continuidade às ações de um dos principais programas sociais do Estado. “Será garantida a realização de nossos programas sociais, entre eles o Cheque Moradia, não só aqui como em todos os municípios, porque a população é o grande alvo das políticas do governo”, declarou.

No mesmo município, para a Associação dos Amigos do Rio Pau D’Arco, foram entregues mais 48 Cheques Moradia, representando um investimento de R$ 526.500,00 na melhoria da condição de habitação das famílias locais.

A diretora da associação, Suzi Rocha, destacou que as famílias foram selecionadas de forma rigorosa, obedecendo aos critérios determinados pelo Programa Habitacional. “Fizemos a triagem das famílias e as que foram selecionadas são as que realmente precisam desse benefício. Todos os que estão aqui são merecedores”, garantiu a representante da entidade.

Entre as famílias selecionadas pela Associação dos Amigos do Rio Pau D’Arco está a de Ana Paula de Almeida, cadeirante de 15 anos. Sua mãe, Eva de Almeida, informou que quando ligaram para avisar que ela teria que comparecer neste domingo para receber o Cheque Moradia, não se conteve. “Comecei a pular de alegria”, contou. “Nossa casa está em construção e com o cheque vou poder fazer um quarto e banheiro adaptado para a Ana Paula. Nós já recebemos a orientação do engenheiro da Cohab”, completou.

Redenção

Na tarde deste domingo, 8, na Câmara Municipal de Redenção, outras 29 famílias receberam o Cheque Moradia. Entre elas, Maria das Dores Ferreira Araújo, que foi responsável pelo agradecimento, em nome dos contemplados. “Há cinco anos tenho um lote e ainda não pude construir minha casa. Se não fosse essa ajuda do Cheque Moradia eu até conseguiria construir, mas levaria muito mais tempo. Agora tenho certeza que este ano vou passar o Natal numa casa nova. É um sonho maravilhoso que está se realizando”, declarou a dona de casa, que atualmente mora em casa alugada.

Renata de Souza Araújo foi também beneficiada e disse que poderá fazer o reboco da casa e realizar outros acabamentos, como o do banheiro, que não foi concluído.

A cerimônia contou com diversas lideranças políticas locais e marcou o encerramento da caravana de entregas do Cheque Moradia, iniciada pelo vice-governador na sexta-feira, 6. O cronograma de entregas do Cheque Moradia incluiu sete municípios do sudeste do Estado: Marabá, Abel Figueiredo, Canaã dos Carajás, Ourilândia do Norte, Cumaru do Norte, Pau D’Arco e Redenção. “Estamos encerrando uma jornada, a missão está cumprida. Cremos que deixamos inúmeras famílias felizes neste final de semana”, declarou o vice-governador.

Durante o evento, a Associação dos Portadores de Necessidades Especiais de Redenção (Acesse) formalizou um pedido ao vice-governador Zequinha Marinho, para que 100 associados sejam também atendidos pelo Programa Cheque Moradia. Documento nesse sentido foi entregue pelo vereador Luciano Duarte e pelo presidente da Acesse, Marcos Paulo Moscatelli. "A Associação atende a deficientes físicos, visuais e auditivos e por isso estamos fazendo o levantamento dos associados que mais precisam desse benefício e gostariam de fazer adaptações para acessibilidade", disse o presidente da Acesse.

Por Redação - Agência PA (SECOM)