Notas


Bombeiros seguem com ações de prevenção nos balenários

20/07/2021 13h51
Por Governo do Pará (SECOM)

O Corpo de Bombeiros Militar do Pará e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil seguem com as ações de prevenção da Operação Verão 2021, que se estenderá até o dia 1º de agosto. Nesta fase, são empregados mais de 350 bombeiros militares entre socorristas, guarda-vidas, mergulhadores de resgate e equipes de logística.

Neste último final de semana, a corporação informa que 34 guarda-vidas foram distribuídos nas praias de Outeiro, a exemplo da praias Grande, Paraíso, do Amor, Brasília e Barro Branco, com uma logística de duas embarcações, sendo uma moto aquática, um bote, e uma viatura de resgate de apoio. Na ilha de Cotijuba, no sábado (19), o público de banhistas foi intenso, e 10 militares com o apoio de uma embarcação atuaram na praia do Vai Quem Quer, e cerca de oito militares estavam na praia do Farol.

No domingo (18), em Marudá, distrito do município de Marapanim, houve a atuação dos militares do 2º Grupamento Bombeiro Militar de Castanhal, que também trabalhou nas praias de Algodoal e Camará. A praia de Marudá exige cuidado maior dos banhistas. “Temos uma praia plana ou praiada, onde o maior perigo está na formação de canal ou valões que com a preamar podem causar afogamentos, principalmente atenção redobrada com as crianças”, alerta o sargento Alcindo, do Corpo de Bombeiros.

Além dos riscos de afogamentos há, nesta época, o risco de acidentes com animais marinhos, principalmente águas-vivas e caravelas, que atraem a atenção das crianças pelas formas e cores. "Nunca deixe sua criança sozinha na praia, temos atendido um elevado número de incidentes com esses animais; estamos preparados para atender essas situações e encaminhar, se necessário, encaminhamos ao atendimento médico especializado. Sempre que houver o contato com esses animais, orientamos que o melhor a ser feito é nos acionar”, acrescentou o sargento Alcindo. 

A equipe da Coordenadoria de Estadual de Defesa Civil também está nos balneários mais frequentados em julho, com o serviço de identificação de crianças com pulseirinhas. Esta identificação é importante para a localização de pais ou responsáveis em caso de criança perdida.

“Estamos desde as primeiras horas do dia fazendo a identificação dos pequenos que chegam até Marapanim nos ônibus de excursão; como a praia está com muita gente o risco deles se perderem aumenta. Neste sentido orientamos os responsáveis a não deixarem as crianças sozinhas e também fazerem a identificação delas (nas pulseirinhas) logo que chegarem à praia”, afirmou o sargento BM Efraim.