Mais de 48 mil pessoas já foram atendidas pelos serviços da Policlínica

Belém e mais sete cidades paraenses já receberam o atendimento voltado para pacientes com sintomas leves de Covid-19

30/05/2020 18h19 - Atualizada em 30/05/2020 18h43
Por Bianca Teixeira (SECOM)

Poli Itinerante em Igarapé-MiriA estrutura da Policlínica Itinerante, que conta com cinco consultórios, uma ambulância, um tomógrafo para a realização de exames de captação de imagens em alta definição e uma equipe multiprofissional, já viajou por sete municípios paraenses para atender pacientes com sintomas leves de Covid-19.

Os serviços já passaram por Capitão Poço, onde foram atendidos 680 pacientes; Castanhal, 1.500 pessoas; Bragança, registrando 1.900 atendidos; Cametá, com 1.600 atendimentos; Santo Antônio do Tauá, que recebeu 700 pacientes; Igarapé- Miri, 400 pessoas; e Breves, com 300 moradores atendidos. Só pelo interior do Estado, mais de 7 mil pessoas foram beneficiadas com a assistência médica para casos leves e moderados da doença.

“Estamos muito felizes com o resultado. Pela primeira vez, estamos atuando em quatro frentes diferentes. Nossa base em Belém continua funcionando normalmente, além de Breves, Capitão Poço e Igarapé-Miri. Está tudo indo muito bem” - Sipriano Ferraz, coordenador de Contingência da Poli.

Em Cametá: paciente passa por tomografia, exame de captação de imagem em alta definiçãoA unidade da Policlínica Itinerante recebe pacientes com sintomas leves e moderados da Covid-19 que, após avaliação médica, se necessário, recebem os medicamentos recomendados para o diagnóstico do novo coronavírus. A estratégia de assistência é a mesma da Policlínica Metropolitana, em Belém.

Na capital, a estrutura e o atendimento, que serviram se referência para o projeto itinerante, já atenderam mais de 41 mil pacientes. O espaço funciona em regime de porta aberta (sem necessidade de encaminhamento da Central de Regulação) e é voltado para pacientes com sintomas leves e moderados.

Localizada na Avenida Almirante Barroso, a Policlínica Metropolitana facilita o diagnóstico da doença. Os pacientes passam por consulta e exames laboratoriais necessários, além de tomografia para verificação da condição pulmonar. Com 52 consultórios, equipada e com profissionais habilitados, a unidade de saúde tem capacidade para fazer até 1 mil atendimentos por dia, entre consultas e exames.

Equipe multiprofissional recebe moradores de Capitão Poço“Não estamos tendo reclamações, nossos pacientes se surpreendem com a agilidade e eficiência do tratamento. A nossa equipe multidisciplinar está feliz, engajada, estamos conseguindo ajudar muita gente. Não se vence uma guerra sozinho, o grupo está focado no projeto”, ressalta Sipriano Ferraz.

Serviço:

Em Igarapé-Miri, a Policlínica Itinerante segue até a próxima terça-feira (2), na Praça Sarges Barros, centro da cidade, no horário de 8h30 às 17h30.

Em Capitão Poço, o serviço fica até a próxima segunda (1º), de 8h30 às 17h30, na Praça da Alvorada em frente à Câmara Municipal. 

Na cidade de Breves, a Policlínica Itinerante atende até a próxima terça-feira (2), na Escola Estadual Gerson Peres no horário de 8h30 às 17h30.