Fundação Hemopa retoma as atividades de forma presencial

Em Belém, o atendimento será das 7h30 às 17h30, de segunda a sábado

01/06/2020 14h23 - Atualizada em 01/06/2020 14h53
Por Anna Cristina Campos (HEMOPA)

O serviço de coleta de sangue é essencial à vida e não parou em nenhum momento durante a pandemiaApós quase três meses, assumindo desafios quanto às mudanças na rotina de trabalho, afastando servidores do grupo de risco, reduzindo expedientes e adotando escalas diferenciadas, a partir desta segunda-feira (1/06), a Fundação Hemopa retomou com as atividades administrativas de forma plena e  presencial, obedecendo ao Decreto do Governo do Estado.  

O serviço de coleta de sangue é essencial à vida e por isso não parou em nenhum momento durante a pandemia. “Nossas equipes trabalharam incansavelmente para captar doadores de sangue para manter o estoque abastecido para a rede hospitalar. Esperamos que os índices de comparecimento melhorem a partir da retomada das rotinas”, destacou Paulo Bezerra, presidente da Fundação Hemopa. 

O horário de coleta de sangue em Belém foi reduzido. Durante a pandemia, o atendimento será das 7h30 às 17h30, de segunda a sábado. Já nas unidades dos outros municípios do Pará: Castanhal, Marabá, Santarém, Abaetetuba, Altamira, Capanema, Redenção e Tucuruí, o atendimento continua das 7h30 às 12h30. 

Para atender ao voluntário de forma segura, as unidades reorganizaram os acentos, obedecendo o distanciamento entre as pessoas. Além disso, os cuidados quanto a higienização do espaço foram redobrados, assim como disponibilidade de álcool em gel para todos os usuários. 

A doação de sangue pode ser realizada por qualquer cidadão que tenha entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados de um responsável legal), que esteja bem de saúde e pese mais de 50kg. No dia da doação, o voluntário deve estar bem alimentado. É necessária a apresentação de um documento de identificação oficial com foto (RG, CNH, Carteira de Trabalho ou passaporte).

Atendimento aos pacientes

O Ambulatório da Fundação Hemopa, em Belém, retomou com os atendimentos de fisiatria, psicologia, odontologia e fisioterapia de forma regular.  Além das consultas médicas, assistência farmacêutica e de enfermagem, acompanhamento com assistência social e pedagógica.    

“Estávamos apenas com o atendimento emergencial. Mas, aos poucos, estamos voltando com uma agenda adequada para contemplar os nossos pacientes, de acordo com o espaço físico e obedecendo o distanciamento. Temos que ter muita cautela, pois a prioridade é a segurança e saúde dos nossos pacientes", destacou Dra. Saide Sarmento, coordenadora do Ambulatório. 

O atendimento multiprofissional é realizado de segunda a sexta, das 7h30 às 16h30. E a Farmácia do Ambulatório, tem atendimento estendido até ao sábado, das 7h30 às 16h30. 

Uma nova rotina

Todos os servidores receberam um kit com máscara, álcool em gel e instruções sobre segurança e higiene pessoalPara os servidores, a rotina de trabalho será dividida em turnos. Todos foram recepcionados com kits de proteção individual. A Fundação distribuiu mais de 800 kits para as 9 unidades do Pará, com máscara, álcool em gel e instruções sobre segurança e higiene pessoal para que os servidores fiquem atualizados neste período de pandemia. “Eu achei muito importante esta atitude, uma forma de valorização do servidor, já que precisamos estar protegidos para também cuidar da saúde do nosso colega de trabalho”, disse Mauro Moraes, servidor lotado na Tesouraria do prédio sede do Hemopa, na Batista Campos.

Em Santarém, a biomédica Elaine Soares, que testou positivo para o novo coronavírus, já está de volta ao trabalho. “A Fundação me deu muito apoio diante da doença, inclusive com o serviço psicológico online. Estou saudável agora e volto a trabalhar com todo o gás, com o meu kit em mãos. Pois apesar de ter tido a Covid-19, temos que continuar com todos os cuidados necessários”.