Governo garante transparência no número de mortes da Covid-19 no Pará

Contabilização de óbitos segue a mesma metodologia aplicada em cartórios de todo o Brasil

10/08/2020 15h14 - Atualizada em 10/08/2020 18h08
Por Governo do Pará (SECOM)

A divulgação no número de mortes da Covid-19 feita pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), segue a mesma metodologia aplicada nos cartórios de todo o Brasil, o que reforça a transparência na divulgação dos dados da Covid-19 no Pará. Nos boletins divulgados diariamente pela Sespa são utilizadas as datas de ocorrência dos óbitos e não a data em que foram publicados, o que permite analisar a evolução do número de óbitos e a identificação dos dias em que as mortes por Covid-19 ocorreram de fato.

A semelhança nas metodologias gera uma maior confiabilidade na contabilização dos números que são disponibilizados pelo governo estadual, como explica Denilson Feitosa, diretor de vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). “Esse dado reflete realmente o que está acontecendo no Estado naquele dia, e então com isso conseguimos ter noção se as medidas que tomamos são assertivas ou não, algo que a data de publicação do óbito não traria, já que coloca, no mesmo pacote, óbitos ocorridos em momentos diferentes”.

Denilson FeitosaDe acordo com Moema Belluzzo Locatelli, oficial-registradora do Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais, do município e comarca de Monte Alegre, na região do Baixo Amazonas, a base de dados dos cartórios é feita a partir dos registros de óbitos que tem como base as declarações emitidas pelo hospitais e secretarias de saúde. “Além de permitir analisar a evolução do número de óbitos, a base de dados dos cartórios também possibilita a identificação dos dias em que as mortes por Covid-19 ocorreram”, explica Locatelli.

Dra Moema Locatelli

Transparência- Desde o final de julho, a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sespa) e a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa) atuam juntas para tornar mais transparentes as informações sobre a pandemia. Os dados são atualizados diariamente no portal covid-19.pa.gov.br

Um quadro com o comparativo de novos infectados pela doença e do número de mortes, levando em consideração não só a data de divulgação dos boletins epidemiológicos, mas também o dia da ocorrência do sintoma ou do óbito, está sendo utilizado para dar uma noção ainda mais real da evolução da pandemia e mostrar a diferença entre cenários desde o mês de março, quando foi confirmado o primeiro caso de infecção no Pará.

"Estamos comparando os dados divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa, que levam em consideração somente o dia em que os números são divulgados, com a contabilização da Sespa, que faz a relação com a data da ocorrência. Isso é necessário porque nem todos os novos casos e óbitos de um determinado boletim se referem a novos casos e óbitos ocorridos naquele dia, ou naquela semana. No dia 23 de julho, por exemplo, o boletim informou 30 mortes, uma queda de 3%, mas três delas foram no mês de maio", detalha Gustavo Costa, diretor da Prodepa.

No caso da média móvel de casos, dado que vem sendo bastante utilizado pela Sespa, ela representa a média dos últimos sete dias de registros de óbitos nos cartórios, e muda diariamente de acordo com as alterações nos números por dia.

No portal de Transparência do Registro Civil estão disponíveis ao cidadão informações os dados estatísticos sobre nascimentos, casamentos e óbitos, entre outros conteúdos relacionados aos Cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais.

A atualização permanente do número de registros de óbitos em meio a pandemia da Covid-19 é uma iniciativa dos Cartórios de Registro Civil do Brasil, que diariamente enviam, por meio da internet, os dados quantitativos e qualitativos dos atos de registro civil realizados em suas serventias, reforçando seu compromisso de transparência com a sociedade e Poder Público, em cumprimento à Portaria nº 57/20, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que também incluiu a pandemia pelo novo coronavírus. 

Dados atualizados

Considerando a data de 11 de março de 2020, data em que a Covid-19 foi caracterizada pela OMS como uma pandemia, o Estado do Pará teve 3.584 óbitos com suspeita ou confirmação da doença. A média do mês de maio foi de 58 óbitos por dia no Estado. Já em junho a média passou para 28 óbitos por dia e julho 10 óbitos diários, o que confirma a queda no número de mortes pela doença no Estado.