Hemopa realiza segundo dia de coleta no Hospital Abelardo Santos

21/10/2020 18h12 - Atualizada em 22/10/2020 10h24
Por Governo do Pará (SECOM)

Mais de 140 pessoas compareceram ao Hospital Regional Dr. Abelardo Santos durante o segundo dia da campanha externa de doação de sangue. Ao todo, 99 pessoas estavam aptas a realizar a doação de uma bolsa de sangue, além de mais seis novos voluntários no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

Para Thais Oliveira Moutinho, colaboradora que participou da campanha, “foi maravilhoso poder ajudar as pessoas que precisam, ajudar tantas vidas com um ato super simples e rápido. A iniciativa do hospital em trazer isso para os colaboradores facilita muito, porque a gente tem essa vontade, mas a maioria das pessoas não tem tempo de ir, então a comodidade de doar aqui no nosso trabalho, incentiva mais ainda as pessoas a doarem”.

Diante do cenário difícil de pandemia, a Fundação Hemopa vem traçando estratégias para a captação de doadores voluntários e a parceria com instituições públicas e privadas é uma delas, o que favorece significativamente no atendimento transfusional da rede hospitalar.

Em setembro, a Fundação registrou um aumento de 14% no número de bolsas coletadas em todo o Pará, em relação ao mês anterior. Foram 7.822 bolsas, enquanto que, em agosto, foram 6.834. As 988 bolsas de sangue a mais podem favorecer mais de 3 mil pacientes internados.

“Foi novamente um grande marco de doações, isso nos deixa muito felizes e satisfeitos. Essa grande parceria com o Hemopa ajudará a salvar muitas vidas. Agradecemos mais uma vez todos os funcionários e usuários por abraçar a causa e realizarem a doação. A parceria com o Hemopa mobilizou toda a estrutura para o Hospital Abelardo. Com certeza nas próximas campanhas continuaremos a bater recordes, pois nossa gestão e assistência é comprometida com a vida, em fazer bem ao próximo. Declara Dr. Milton Bonny, diretor técnico do Hospital.

Para doar o voluntário deve ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal), ter mais de 50 kg, estar em boas condições de saúde e apresentar um documento de identificação oficial, original e com foto (RG, CNH, Passaporte ou Carteira de Trabalho). Quem teve Covid-19 deve esperar 30 dias após a recuperação para doar. E quem teve contato com pessoas que tiveram Covid-19, deve esperar 14 dias após o contato.

Texto: Gabriela Rodrigues - Ascom Abelardo Santos