Procuradores participam de cerimônia de posse da APEPA

Cerimônia da Associação de Procuradores do Estado do Pará (APEPA) contou com a presença do governador Helder Barbalho

14/01/2021 15h25 - Atualizada em 14/01/2021 16h53
Por Barbara Brilhante (PGE)

A cerimônia online contou com a presença do governador; do PGE, Ricardo Sefer; presidente reeleito da APEPA, Ângelo CarrascosaA posse dos membros eleitos da Associação de Procuradores do Estado do Pará (APEPA) foi realizada nesta quinta-feira (14), no Palácio do Governo, em Belém, com a presença do governador Helder Barbalho. Os procuradores foram nomeados para o mandato relativo ao biênio 2021/2022. São os procuradores que asseguram o embasamento jurídico necessário aos projetos e políticas públicas desenvolvidos pelo Estado.

“É fato que o aperfeiçoamento no olhar de cada um dos procuradores permite que nossas iniciativas possam ser eficazes. Tenho buscado estimular que todos os órgãos da administração estadual tenham a participação direta e ativa de procuradores para que haja uma sintonia entre seus procedimentos e celeridades nas respostas de obstáculos”, disse o chefe do Poder Executivo, Helder Barbalho.

Estiveram presentes, também, o procurador-geral do Estado, Ricardo Sefer; o presidente reeleito da APEPA, Ângelo Carrascosa; o vice-presidente da Associação, João Gouveia; o auditor-geral do Estado, Rubens Leão; a procuradora do Estado, Anete Penna.

A Assembleia-Geral de posse dos novos membros foi presidida pelo procurador do Estado, Sérgio Oliva Reis. Por meio virtual, acompanharam a cerimônia o presidente da Associação Nacional dos Procuradores dos Estados e Distrito Federal (ANAPE), Vicente Braga; a procuradora-geral adjunta do Contencioso, Ana Carolina Paúl Peracchi; a procuradora-geral adjunta Administrativa, Adriana Gouveia; o corregedor-geral da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Roland Massoud; e demais membros eleitos da Associação.

"A PGE, pelo seu dever constitucional, tem uma proximidade muito grande com o Governo. A Associação, neste sentido, procura dialogar para que os procuradores tenham sempre boas condições de trabalho, de acordo com as suas responsabilidades. Esse diálogo propicia maior tranquilidade para o exercício do  trabalho”, concluiu Ângelo Carrascosa, presidente legitimado para o segundo mandato, pelos procuradores eleitos.